Cotidiano

INVESTIGAÇÃO CONCLUÍDA

Polícia indicia 5 pessoas por morte de casal de Goioerê, mesmo sem corpos

05/11/2020 20H57

Foi concluída nesta quinta-feira (5) a investigação que apurou as circunstâncias da morte do casal de Goioerê Kawane Grejanin Cleve Machado, de 23 anos e seu marido Rubens Aparecido Biguetti, de 29 anos.

O delegado da Polícia Civil encarregado do caso, Adaílton Ribeiro Júnior, indiciou 5 pessoas pelos crimes de duplo homicídio qualificado e ocultação de cadáver. Entre os indiciados, apenas um continua em liberdade, mas a polícia já requereu a prisão preventiva dele e a conversão da dos demais, recolhidos provisoriamente. “Esse descobrimos a participação somente no final da investigação, mas já requeremos a preventiva dele também”, afirmou Ribeiro.

INDICIADOS

Segundo o delegado, o quinto participante no duplo homicídio manteria uma relação extraconjugal com a única mulher envolvida no crime e apontada pela polícia como a mentora das mortes. Ela tem 23 anos, era vizinha do casal e tinha uma relação conturbada com Kawane. A motivação do crime seria vingança. A mulher e o marido respondem ainda pelo crime de tráfico de drogas em outro inquérito.

PROVAS

Segundo o delegado, as provas juntadas no inquérito são técnicas e suficientes para embasar o indiciamento de todos os envolvidos mesmo sem a localização dos corpos do casal, que desapareceu na noite de 3 de agosto último. “O arcabouço de provas nos deixam com a certeza de que o casal foi assassinado, independente da localização dos corpos”, afirmou Ribeiro.

De acordo com o delegado Ribeiro, detalhes da investigação não serão divulgados para não prejudicar ações futuras da polícia em outros inquéritos.

INDICIADOS

Também foram indiciados pela morte do casal outros três homens, com idade de 24, 32 e 57 anos. Todos estão presos desde o último dia 21 de setembro após a deflagração de uma operação da polícia em Umuarama e Tapejara. Com o indiciado de 32 anos a polícia ainda encontrou parte das joias de Kawane e objetos furtados da residência do casal um dia após o desaparecimento. O homem de 24 anos foi preso em Campo Mourão dois dias depois.

RELEMBRE O CASO

O casal desapareceu na noite de 03 de agosto último após o filho de três meses ser encontrado abandonado em uma calçada no Jardim Curitiba, em Goioerê. O carro da família, um Honda Civic foi encontrado carbonizado na manhã seguinte na área rural de Moreira Sales, distante 25 km de Goioerê.

Kawane Cleve é filha do juiz João Cleve Machado, morto em 2007. O magistrado atuou por anos em Umuarama e em Altônia.