Política

ELEIÇÕES 2018

Resultado da eleição decepciona candidatos de Umuarama e região

08/10/2018 21H49

Marcelo Adriano fez uma das maiores campanhas na região e ficou fora

O resultado da eleição de domingo (7) passado deixou muitos candidatos decepcionados em Umuarama e região. A frustração veio com os números que garantiram apenas o delegado Fernando Ernandes (PSL) com 36.937 votos e Márcio Nunes que se reelegeu com 59.192 votos.

Mesmo quem conseguiu 22.691 votos como o deputado estadual Cláudio Palozi (PSC) não conseguiu garantir a vaga, pois à sua frente no mesmo partido estavam outros candidatos que fizeram mais votos. Para entrar, Palozi deveria ter obtido, no mínimo, mais de 24.451 que foi a votação de Luiz Corti (PSC) eleito.

Na eleição anterior, Palozi chegou a 39.864 votos no total, sendo 10.003 somente na cidade de Umuarama. Agora ficou apenas com 3.096 votos em Umuarama, uma queda significativa que lhe custou a vaga.

Dr. Osmar perde 55% dos votos

O deputado federal Osmar Serraglio, o único de Umuarama que tinha chances reais de se eleger ficou com 64.563 votos na soma total deste ano. Em Umuarama, ele fez 12.685 votos, bem abaixo dos 27.125 que conseguiu em 2014, uma perda de mais de 55% dos votos. Agora, Dr. Osmar foi terceiro mais votado do seu novo partido, o PP, ficando atrás de Ricardo Barros (80.025 votos) e Schiavinato de Toledo (75.540 votos), ambos eleitos. Para se reeleger, Dr. Osmar precisava de 12 mil votos a mais.

Dr. Osmar se despede

Ontem, Dr. Osmar dilvou a seguinte nota: “Amigos, Agradeço aos que confiaram seu voto a mim. Nos mandatos que exerci, procurei trabalhar bastante e honestamente, trazendo expressivos recursos federais e combatendo fortemente a corrupção. Meu esforço para prestar contas do que fiz não foi suficiente. Lamento pelos que depositavam esperanças no meu futuro mandato. Curvo-me à decisão do povo e silencio minha voz”.

Ainda sobre a votação de deputado federal, Zeca Dirceu também perdeu votos em Umuarama. Ele caiu de 11.497 em 2014 para 4.305 agora.

Quem mais ganhou votos na cidade para federal foi o Sargento Fahur que recebeu 680 votos em 2014 e agora fez 8.102 votos que o ajudaram a ser o mais votado do Paraná com 314.963.

Marcelo e Zé Alexandre decepcionados

Entre os candidatos a deputado estadual que mais se envolveram na campanha em Umuarama e região estão Marcelo Adriano (PPS) e Zé Alexandre (PP). E tiveram votação nada satisfatória para eles, nem para os cabelos eleitorais. Marcelo Adriano, por exemplo, fechou a campanha com 14.797 votos, dos quais 6.523 na cidade de Umuarama, onde ele espera bem mais. Já o candidato Zé Alexandre buscou votos em dezenas de municípios Paraná afora. Ele terminou com 16.139 votos. Em Umuarama fez 2.759.

A vereadora e candidata a deputada estadual Ana Novais também sonhou com votação maior, porém ficou com 5. 969 e também divulgou nota de agradecimento aos eleitores.

O candidato a deputado estadual do PT, Edilson Gabriel, ficou com 2.795 votos e o ex-vereador Mauro Spina terminou com 348 votos. Pedrinho da Mata, de Altônia, ficou com 2.482 votos no final.

Rigobelo, Tureta, Dota e Kaefer

Outros três candidatos a deputado federal por Umuarama, Adalberto Rigobelo, Carlos Dota, Giuliano Tureta ficaram distante da vitória. Tureta chegou a 8.348 votos, o professor Rigobelo fez 5.391 e Carlos Dota fechou o pleito com 2.958 votos.

Também chamou a atenção a derrota do deputado federal Alfredo Kaefer, sempre bem votado em Umuarama. Na eleição deste domingo ele ficou com 33. 459 votos, sendo 981 em Umuarama. Na eleição de 2014 Kaefer conseguiu 2.706 na cidade.