Umuarama

FAZ PARTE DA HISTÓRIA DE UMUARAMA

Rádio Cultura completa 57 anos de boa comunicação e de olho no futuro

22/06/2020 15H43

Equipe da Rádio Cultura

Umuarama – A história de Umuarama se mistura com a da Rádio Cultura de Umuarama que completou na última terça-feira (16) 57 anos de fundação. A empresa, pioneira na comunicação na Capital da Amizade, está chegando a melhor idade como uma jovem senhora que caminha lado a lado com a tecnologia.

E como tantas emissoras em ondas médias, está em pleno processo de migração para a frequência modulada (FM), o que vai permitir um som de mais qualidade saindo dos alto-falantes dos rádios nas casas e nos carros dos ouvintes. A expectativa é que o processo seja concluído em um ano.

REDES SOCIAIS

Mas como todos nós, a Rádio Cultura gosta das redes sociais e é justamente através delas que mantém a interação com o público, algo tão característico das emissoras AM. São mais de 40 mil seguidores fieis a uma programação voltada para o jornalismo e o entretenimento que ainda se mantém informado através do aplicativo da emissora criado para interagir com o ouvinte.

PÚBLICO FIEL

“Nosso público é fiel e formado principalmente por mulheres”, explicou o diretor e radialista Eduardo Mello, que há 15 anos está a frente da administração da emissora. “Tá no sangue. Quando a gente entra não dá para sair. Esse meio é viciante”, justifica.

Eduardo Mello está há 15 anos a frente da direção da Rádio Cultura

ESCOLA

E ele tem razão. A Rádio Cultura é formadora de profissionais que hoje atuam em outras emissoras e meios de comunicação. É uma escola e por seus microfones já passaram profissionais como Luciano Costa, Aragão Filho, Tatu, Zé Léo e o inesquecível Palha Roxa.

A Rádio Cultura funcionou durante anos na av. Pres. Castelo Branco, onde hoje é a Reducópia

ANOS DOURADOS

“Eu comecei na Rádio Cultura. Fiz parte dos primeiros locutores. A emissora funcionava na parte de cima do prédio do sr. Joaquim Lourenço, onde hoje é a Fios Dourados”, lembrou com saudosismo o jornalista Ilídio Coelho Sobrinho, diretor-presidente do Grupo Ilustrado de Comunicação.

Ao lado de Luís Gonzaga da Silva, José Soares de Oliveira e Valente, Ilídio compunha o time de locutores da emissora, que contava ainda com Walfer Borges de Freitas e Argeu Belo da Luz como sonaplastas e Cláudio Rener Bender, primeiro gerente da rádio.

E para comemorar mais um ano de vida, a Rádio Cultura está veiculando em sua programação uma série de ‘pípulas’ com depoimentos de empresários e profissionais liberais de Umuarama contando um pouco de suas histórias e da emissora. Ouça a Rádio Cultura e confira.

O jornalista Ilídio Coelho Sobrinho quando estreou na Rádio Cultura de Umuarama, na década de 1.960

O NASCIMENTO

A Rádio Cultura de Umuarama iniciou suas atividades no dia 16 de junho de 1963, por iniciativa dos empresários maringaenses Samuel Silveira, Joaquim Dutra e Carlos Piovesan Filho e foi a décima quarta emissora do grupo Rede Paranaense de Rádio. Em 1967 mudou suas instalações para prédio na avenida Presidente Castelo Branco, onde hoje funciona a Reducópia. Nesta época, o transmissor e a torre ficavam na rua Acre e como não existia energia elétrica, a Cultura funcionava com motores diesel.

Atualmente a Rádio Cultura está localizada na rua Dr. Camargo, 5152, no centro de Umuarama.