Cotidiano

OPERAÇÃO NETWORKING

Prefeitura de Umuarama emite nota afirmando não ter relação com operação do Gaeco

14/10/2020 15H33

A Secretaria Municipal de Gabinete e Gestão de Umuarama emitiu uma nota agora a tarde afirmando que o Município não têm qualquer relação com investigação deflagrada na manhã desta quarta-feira (14) pelo Grupo de Atuação Especial de Cambate ao Crime Organizado (Gaeco) e do Grupo Especializado na Proteção ao Patrimônio Público e no Combate à Improbidade Administrativa (Gepatria), braços do Ministério Público que apuram supostas fraudes licitatórias, denominada Operação Networking.

Segue a nota da Prefeitura de Umuarama na íntegra:

“NOTA DA PREFEITURA DE UMUARAMA SOBRE A OPERAÇÃO NETWORKING

A Secretaria Municipal de Gabinete e Gestão Integrada informa que a Prefeitura de Umuarama não faz parte da Operação Networking, que investiga organização responsável por fraudar procedimentos licitatórios em diversos municípios do Paraná, Mandados de busca e apreensão cumpridos pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Paraná (MPPR) em Umuarama envolveram residências e empresa de tecnologia que comercializa aplicativos para prefeituras da região e órgãos públicos.

A Prefeitura de Umuarama informa que não possui contrato com a empresa investigada. O Gaeco é responsável por investigações, atividades de combate e ações penais relacionadas ao crime organizado e ao controle externo da atividade policial. Uma equipe de agentes esteve na cidade cumprindo mandados de busca e apreensão referentes à suposta participação desta empresa da cidade em fraudes relacionadas a licitações em cerca de 20 municípios do Paraná, incluindo alguns do Noroeste do Estado.

As investigações foram conduzidas pelo núcleo de Cascavel do Gaeco e pelo núcleo de Umuarama do Grupo Especializado na Proteção ao Patrimônio Público e no Combate à Improbidade Administrativa (Gepatria). Nenhum órgão público de Umuarama fez parte ou foi sequer foi citado nas investigações, como esclareceu a própria equipe do Gaeco em reportagem no “Programa do Tatu”, na TV Caiuá/ Rede TV, edição desta quarta-feira.

A presente nota tem por finalidade esclarecer a população de Umuarama em razão de ilações criminosas que estão sendo feitas em redes sociais e sites, associando a Prefeitura às investigações. O município poderá inclusive denunciar os responsáveis à Justiça para responderem criminalmente por essa atitude.”