Vida e Cultura

Relembrando

“Porto dos Milagres” pode ser vista a qualquer hora no Globoplay

05/02/2021 07H57

Foto: Em “Porto dos Milagres”, Marcos Palmeira e Flávia Alessandra viveram Guma e Lívia. Ele, um pescador e ela, filha de uma tradicional família; apaixonados, eles sofreram com a oposição de Maria Eugênia (Arlete Salles) que fez tudo para separá-los / Arquivo GB Imagem

A novela “Porto dos Milagres” foi baseada nos livros “Mar Morto” e “Descoberta da América pelos Turcos”, do escritor Jorge Amado, e adaptada para a televisão por Aguinaldo Silva e Ricardo Linhares.

A história foi exibida entre 05 fevereiro e 29 de setembro de 2001 e se passou na fictícia cidade de Porto dos Milagres e agora está disponível no catálogo do Globoplay para ser assistida a qualquer momento.

O enredo contou a história de Félix Guerreiro (Antônio Fagundes) e Adma (Cássia Kiss), um casal de trambiqueiros que, graças a um golpe aplicado no irmão de Félix, dá a volta por cima e consegue dinheiro e prestígio.

A trama foi cheia de intrigas políticas, assassinatos e muito romance. Ninguém se esquece da história de amor vivida por Guma (Marcos Palmeira) e Lívia (Flávia Alessandra), a sobrinha da poderosa Maria Eugênia (Arlete Salles), uma mulher decadente e falida, mas que aproveita todas as oportunidades para se dar bem na vida.

Vale ainda destacar a atuação de Luiza Tomé, no papel da prostituta Rosa Palmeirão que, no final da trama, assassina Félix Guerreiro, colocando ponto final em sua carreira de golpista.

A novela foi gravada nos estúdios da Globo, no Rio de Janeiro e em uma cidade cenográfica construída na Ilha de Comandatuba, na Bahia, e, várias cenas se passaram no Hotel Transamérica, situado no local. A cidade cenográfica foi mantida durante anos pelo Hotel Transamérica, podendo ser visitada por seus hóspedes, porém, ela já não existe mais.

Uma das criações curiosas da produção de arte foi o livreto com o cordel de Rosa Palmeirão, “O ABC de Rosa”, escrito pela própria produção. Alguns efeitos especiais da história, utilizados nas cenas de barco em alto-mar – como, por exemplo, quando Guma enfrenta a tempestade foram realizadas em parceria com a empresa norte-americana Digital Domain, de Los Angeles, responsável por alguns dos efeitos de filmes como “Titanic” e “O Segredo do Abismo”.

O primeiro capítulo da novela mostrou cenas com Antônio Fagundes e Cássia Kiss em Sevilha, na Espanha, onde a equipe passou duas semanas. Atores espanhóis participaram das gravações.

O deputado Pitágoras, que Ary Fontoura brilhantemente interpretou em “A Indomada”, seria apenas uma participação, mas acabou ficando como personagem fixo. A novela teve o título provisório de “Segredos do Mar”, sendo mudado posteriormente para “Porto dos Milagres”.

No elenco estavam ainda José de Abreu, Zezé Polessa, Bárbara Borges, Joana Fomm, Tônico Pereira, Glória Menezes, Camila Pitanga, o saudoso Cláudio Corrêa e Castro, Miguel Thiré, Eduardo Galvão, Nathália Timberg, Leonardo Brício, Taís Araújo, Julia Lemmertz, Vladimir Brichta, Claúdia Alencar, Flávio Galvão, Marcelo Serrado, Louise Cardoso, Mônica Carvalho, Guilherme Piva, Carla Marins e Fúlvio Stefanini, entre outros.