Cotidiano

OPERAÇÃO INTERCEPTOR

PF indicia umuaramense e mais 8 pessoas por roubos a traficantes e contrabandistas

22/06/2021 19H10

No total a Operação Interceptor apreendeu 11 veículos dos indicados avaliados em quase R$ 500 mil (foto divulgação Polícia Federal)

A Polícia Federal divulgou nesta terça-feira (22) a conclusão da Operação Interceptor, deflagrada no último dia 21 de maio em Umuarama e mais três cidades da região. A investigação apurou a atuação de ‘piratas do asfalto’ no roubo de cargas de contrabandistas e traficantes de drogas que usavam as estradas da região para dar entrada aos seus produtos no Brasil.

No total, a pedido da PF, a Justiça sequestrou mais de R$ 2,1 milhões entre casas e veículos dos envolvidos.

Nove pessoas, entre elas, um morador de Umuarama, foram indiciadas por diversos crimes, incluindo, organização criminosa, roubo, receptação, uso de uniforme de órgão da Administração Pública, contrabando, descaminho e porte ilegal de arma de fogo de uso restrito.

A investigação

Segundo nota divulgada pela Polícia Federal de Guaíra, o relatório final do delegado encarregado da investigação, Rafael Favreto Machado, já foi encaminhado para a Vara Federal de Guaíra.

O documento com 180 páginas é o resultado de seis meses de investigações que apuraram como os ‘piratas do asfalto’ agiam, quem eram as vítimas e qual o patrimônio acumulado com o resultado dos crimes.

Crimes

Segundo a Polícia Federal, após roubar contrabandistas e traficantes, os integrantes da quadrilha revendiam as drogas e mercadorias roubadas. “Os integrantes da organização criminosa também atuavam no tráfico internacional de drogas, armas, contrabando e descaminho de eletrônicos e medicamentos”.

Interceptor

A operação foi deflagrada no último dia 21 de maio quando cerca de 60 policiais cumpriram 18 mandados, sendo 7 de prisão preventiva e 11 de busca e apreensão em quatro cidades das regiões oeste e noroeste do Paraná.

Em Cianorte foi preso o homem apontado pela PF como o financiador da organização criminosa, responsável pela compra para revenda das mercadorias roubadas. Em Umuarama, um dos detidos seria o responsável pela logística da quadrilha, de acordo com a Polícia Federal.

Descapitalização

Segundo a PF, a intenção era descapitalizar o grupo e por isso a PF de Guaíra investiu contra o patrimônio conquistado pelos criminosos através da atividade delitiva.

Na fase de deflagração foram sequestrados 5 (cinco) imóveis e apreendidos 11 (onze) veículos, diversos objetos de valor, dinheiro em espécie e cheque. Também foram bloqueadas contas bancárias dos investigados.

Dinheiro apreendido

O valor total do patrimônio tomado dos criminosos foi de R$ 2.176.049,00 (dois milhões e cento e setenta e seis mil e quarenta e noves reais), assim divididos: Valor apreendido em espécie: R$32.951,00; Valor apreendido em cheques: R$43.080,00; Valor bloqueado contas correntes: R$ 11.000,00, totalizando R$87.031,00.

Bens móveis

Na ação também foram apreendidos sete telefones novos, aparelhos televisores (4) e eletroeletrônicos (01), totalizando R$ 34.600,00.

Bens imóveis

Terreno em Cianorte, avaliado em R$ 210.000,00; imóvel residencial em Terra Roxa estimado em R$ 200.000,00; imóvel residencial em Cianorte que valeria cerca de R$ 450.000,00; dois imóveis (residencial e residencial/comercial) em Umuarama, avaliados em R$ 200.000,00 e R$ 250.000,00, respectivamente e uma casa em Guaíra estimada em R$ 250.000,00, o que totaliza R$ 1.560.000,00.

Veículos

Também foram apreendidos 11 veículos de diversos modelos e marcas, que juntos estão avaliados em R$ 494.418,00.

Relembre a Operação Interceptor clicando no link abaixo: