Região

EVENTO EXEMPLAR

Nova rampa no rio Ivaí em Tapira permitiu recepção ao Rally Fluvial que foi até Icaraíma

19/11/2019 12H10

Prefeito Claudio de Tapira é homenageado pela equipe de Fênix

Tapira – Icaraíma – Começou quarta-feira em Fênix e terminou sábado dia 16 em Porto Camargo (Icaraíma) o sétimo Rally Fluvial denominado Vila Rica do Espírito Santo, com cerca de 30 barcos, que percorreu cerca de 300 quilômetros pelo rio Ivaí e um pequeno trecho do rio Paraná. No meio do caminho foram várias as paradas para refeições e pernoites. Uma das paradas mais destacadas pelos participantes do evento foi em Tapira para o almoço de sexta-feira. Um grande recepção foi preparada pela equipe do prefeito Cláudio Sidiney de Lima.

A recepção em Tapira só foi possível devido a construção recente de uma rampa no rio Ivaí ao lado da ponte. O prefeito de Fênix, Altair Molina, que é um dos organizadores e participou do rally em todo o trajeto, disse que em anos anteriores os navegantes faziam as refeições nos próprios barcos porque o acesso das equipes de apoio era precário no rio em Tapira. “Agora temos condições de descer e almoçar em segurança e com mais conforto”, disse. Ele agradeceu o apoio recebido da administração Municipal e Colônia dos Pescadores de Tapira.

Um dos coordenadores do Rally, José Roberto Pingo, disse que nos 30 barcos estavam cerca de 100 pessoas, além das equipes de apoio. E citou os objetivos do evento: Ecológico, Turístico e Histórico. O primeiro objetivo refere-se se à limpeza que é promovida na viagem com o recolhimento de lixo no leito e nas margens do rio. Pingo lembra que nas primeiras edições, rapidamente se juntava uma tonelada de lixo. Agora, aparentemente, a conscientização está melhor e a quantidade diminuiu, mas ainda tem muito lixo. Tanto que dois caminhões cedidos pela Prefeitura de Felix segue por terra recolhendo o lixo retirado do rio. Neste item ocorre também o plantio de mudas de árvores, a soltura de alevinos para repovoar o rio, genuinamente paranaense, já que nasce na região de Prudentópolis e vai até Icaraíma.

Outro objetivo da viagem é lembrar a história. José Pingo conta que o caminho entre Icaraíma, Ivaté e Fênix foi percorrido rio Ivaí acima pelos espanhóis até a foz do rio Corumbataí, no ano de 1570, e nas proximidades foi fundada a Villa Rica del Espiritu Santo, onde hoje se localiza o município de Fênix. E o Rally Vila Rica do Espírito Santo foi criado justamente para fazer o caminho contrário ao que os espanhóis fizeram no século XVI.

E o outro objetivo é o turístico, já que permite aos participantes contemplar as belezas naturais que ainda resistem no rio e proximidades.

O município de Fênix incentiva, mas cada participante paga taxa de inscrições e combustível da sua embarcação. E atrai gente de várias regiões do Paraná e do Brasil.

TAPIRA AGRADECE

O prefeito de Tapira, Claudio Sidiney e a primeira dama Lúcia, juntamente com a equipe, fizeram questão de recepcionar o Rally e foram homenageados pelos organizadores. O prefeito de Tapira disse que o Rally é importante para mostrar a importância da preservação do rio Ivaí e seus acessos e toda a sua bacia hidrográfica. Ao lado do vereador Macarrão e outras lideranças, o prefeito Cláudio desejou sorte aos navegantes e prometeu participar da próxima edição.