Umuarama

Umuarama/Lovat

Motoristas precisam ficar atentos à nova erosão nas margens da rodovia PR-323

10/07/2020 11H05

Os motoristas que trafega pelo km 290 na rodovia PR-323, entre Umuarama e o distrito de Lovat, precisam ficar atentos para uma erosão as margens da pista. Com as chuvas dos últimos dias o buraco aumentou levando perigo para quem trafega no trecho. Segundo o Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR), um edital de licitação para recuperar o aterro já foi realizado, como também, a contratação da empresa para o serviço.

A erosão com cerca de dez metros de altura vem comendo o aterro da pista, já chegou no acostamento e se continuar chovendo fatalmente chegara na pista. O desbarrancamento está localizado em um uma reta, onde os veículos empregam alta velocidade, mesmo o limite de velocidade da rodovia sendo 100 KM/H. A situação coloca em risco os motoristas, pois não existe sinalização avisando do problema.

Em setembro de 2019 o jornal Umuarama Ilustrado já havia alertado para a situação da erosão, porém naquela época em menor extensão. Desde o último ano o buraco vinha crescendo, porém havia estagnado no período de seca.

buraco_rodovia_pr_323

Segundo a assessoria de imprensa do DER/PR, uma empresa já foi contratada para realizar os serviços de recuperação de aterro e execução de bueiro metálico pelo método – não destrutivo. O projeto de melhorias para o local visa causar o mínimo de impacto e alterações no tráfego de veículos.

Ainda segundo o departamento, atualmente a empresa aguarda a entrega das peças necessárias para a execução do bueiro. Após iniciados os serviços, orçados em R$ 476.031,29, o prazo previsto para conclusão é de cinco meses.

DUPLICAÇÃO

A rodovia PR-323 vem recebendo investimentos em duplicação entre Paiçandu e Doutor Camargo, totalizando 20,75 quilômetros. A previsão é que a obra esteja concluída em dezembro deste ano.

Ratinho Junior disse que o plano de duplicação da rodovia contempla mais um trecho, de 6,3 quilômetros de extensão, que vai de Doutor Camargo até aproximadamente um quilômetro antes da margem do Rio Ivaí. De acordo com o Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR) o projeto executivo já foi licitado. O custo estimado do investimento para a obra é de R$ 46 milhões.

Até 2022 estão programadas outras obras na rodovia com financiamento do BID, como no perímetro urbano de Umuarama, onde hoje é o trevo de entrada para cidade sentido avenida Ângelo Moreira da Fonseca.