Umuarama

Agosto Dourado

Maternidade destaca a amamentação e seus efeitos globais

05/08/2020 15H42

Com o tema: ‘Aleitamento Materno: por um planeta mais saudável’, a Campanha Agosto Dourado do Hospital e Maternidade Norospar, teve início nesta quarta-feira (5). Gestantes e parturientes internadas receberam uma cesta de café da manhã e orientações da equipe multiprofissional de saúde sobre a importância da amamentação, para o bebê e a mãe.

A campanha destaca os benefícios do leite materno para a saúde, que se estende em todas as fases da vida da pessoa que foi amamentada e da mulher que amamenta, bem como os efeitos positivos na qualidade de vida do planeta, explicou a enfermeira da maternidade Norospar, Amanda Vasques. “Como menor mortalidade infantil e longevidade mais saudável das mães”, disse.

Ainda conforme a enfermeira, o incentivo ao aleitamento materno é um trabalho constante, que ganha destaque no mês de agosto. “Celebrar o Agosto Dourado é uma tradição na Norospar, mas devido a pandemia do coronavírus, não haverá eventos coletivos este ano”, ressaltou.

doacao-leite-materno-umuarama

TECNOLOGIA

A alternativa da equipe multidisciplinar da maternidade e do Centro Mãe Paranaense, formada por médicos, fonoaudióloga, nutricionista, psicóloga, assistente social, enfermeiras e técnicas será a utilização da tecnologia.

Os profissionais de saúde estão produzindo uma série de mini vídeos e outros materiais sobre o tema, que serão disponibilizadas nas redes sociais oficiais da Norospar. O objetivo é repassar informações como: cuidados com a higiene das mamas, as melhores posições para amamentar o bebê, dicas de alimentação para gestantes e lactantes e incentivar a amamentação.

A Campanha Agosto Dourado também reserva uma homenagem às doadoras de leite materno, colaboradores e voluntários do Posto de Coleta de Leite Humano da Norospar. “Essa ação ainda vai ficar em segredo”, brincou a assistente social da Norospar, Thais Godinho.

COLETA DE LEITO MATERNO

Thais ressaltou que a doação e a coleta de leite materno é um processo que conta com a participação de uma grande equipe para que possa acontecer e exige um rigoroso controle de qualidade. “Além das doadoras frequentes, pois sem elas não haveria como alimentar os bebês internados na UTI Neonatal, esse trabalho conta com o trabalho e a dedicação extrema de colaboradores e voluntários, bem como do Corpo de Bombeiros de Umuarama”, disse.