Região

SOB FOGO

Incêndio volta a consumir a vegetação no Parque Nacional de Ilha Grande

14/08/2019 22H10

 

A estiagem prolongada, aliada com as recentes geadas, secaram a vegetação que é predominante no Parque Nacional de Ilha Grande, no rio Paraná, entre os municípios de Icaraíma e Guaíra, e acabou resultando em queimadas. Inicialmente eram dois focos de incêndio, mas eles aumentaram e nesta quarta-feira à noite, estavam fora de controle.

Segundo informações repassadas pelo ICMBio, inicialmente foram dois focos de incêndio, um com início na praia do Paracaí em São Jorge do Patrocínio, na divisa com o município de Alto Paraíso. Neste ponto o foco começou domingo passado. E o outro na lagoa Jatobá, também nas proximidades de Altônia que começou na terça-feira. O foco do Paracaí se alastrou pela várzea continental, enquanto o da Jatobá se alastrou pela ilha Grande, a maior ilha do parque e que dá nome à unidade com mais de 70 mil hectares.

São duas as frentes de combate, uma ao norte na várzea continental e outra ao sul na ilha Grande. Este último se dará com o uso de helicóptero munido com “heli-balde”. A ação está sendo realizada num esforço conjunto envolvendo o ICMBio (órgão gestor da unidade), Corpo de Bombeiros do Paraná, Polícia Militar do Paraná, Prefeitura de Altônia, CORIPA, São Jorge do Patrocínio e Alto Paraíso.

Até ontem (14) a contagem inicial marcava uma área já queimada de aproximadamente 29 mil hectares na Ilha Grande e outros 3.500 hectares na várzea continental do lado paranaense. Em extensão o fogo já devastou cerca de 20 quilômetros

A direção do parque informou que são quase 30 dias sem chuvas no parque e proximidades. E as dificuldades de combater o fogo são muito grandes em função da vegetação seca, as temperaturas altas durante o dia e o vento forte com rajadas.

Além disso, tem o uso de contrafogo em linha paralela à antiga valeta de drenagem na várzea continental e agora com o heli-balde jogando água. E o que mais desanima os ambientalistas e amantes do parque é que não tem previsão de chuva tão logo.