Umuarama

COVID19 EM UMUARAMA

Desrespeito ao distanciamento e aumento de casos pode fechar bares e outros setores não essenciais

24/06/2020 20H30

Durante o fim de semana passado forças de segurança foram às ruas coibir abusos em bares e lanchonetes de Umuarama (foto arquivo)

Umuarama – O aumento de casos confirmados de Covid19 em Umuarama na última semana aliado ao desrespeito pelas regras de distanciamento social pode levar ao fechamento de bares e de setores considerados não essenciais.

COVID19

A informação foi confirmada ao Ilustrado pelo prefeito Celso Pozzobom na tarde desta quarta-feira (24) após a Secretaria Municipal de Saúde divulgar mais 14 novos casos do coronavírus. Na terça-feira a doença fez a terceira vítima fatal na cidade, uma professora de 45 anos e existe a suspeita sobre a morte de um homem de 78 anos nesta madrugada. O resultado do exame enviado ao Laboratório Central do Estado (Lacen), em Curitiba, sai em até sete dias.

COE

Pozzobom aguarda decisões do Centro de Operações e Enfrentamento ao Covid19 (COE) para definir quais as medidas que serão adotadas ainda no feriado do aniversário dos 65 anos, na próxima sexta-feira (26).

FECHAMENTO

“O fechamento sempre foi uma possibilidade. Se acontecer em setores que não são de necessidades básicas não será por falta de orientação”, esclareceu o prefeito. Nos últimos sete dias, 39 pessoas foram positivadas para a doença.

AGLOMERAÇÕES

Na tarde de terça-feira (23) pelo menos 70 servidores municipais entre voluntários e comissionados foram de porta a porta em casas e comércios da área central e de bairros orientando sobre a necessidade do uso correto da máscara de tecido, a importância de lavar as mãos com água e sabão e o uso do álcool em gel, além do distanciamento social, que tem sido deliberadamente ignorado por muitos, seja com um churrasquinho com os amigos, uma cerveja no boteco ou mesmo festas juninas e jogos de futebol que estão ocorrendo ‘na surdina’.

Durante o fim de semana passado as Forças de Segurança deram as mãos para a Vigilância em Saúde e fizeram um arrastão em ‘botecos’, lanchonetes, bares e afins em toda a cidade e distritos.

CUIDADO

E o prefeito Pozzobom mandou um recado para a população: “Para a população se cuidar. Essa doença não é brincadeira. Não é uma ‘gripinha’ e nem coisa de político. Essa doença se comporta de um jeito em cada pessoa, pois cada organismo reage de uma forma dependendo de outros fatores. Infelzimente a Prefeitura de Umuarama não pode tudo, então a população precisa se cuidar”, finalizou.