Aragão Filho

16/04/2020

Coluna Aragão

16/04/2020 07H07

Casamento

Em destaque na coluna de hoje o casamento de Diego e Aline Freire, celebrado no fim de semana passado. Entre os padrinhos o radialista Zé Léo e a esposa Eliete. O casamento foi realizado na Chácara Bom Jesus, em Umuarama.

Ele disse:

“Podemos sair do desastre humanitário da pandemia da covid-19 mais ricos como cidadãos e, talvez, também espiritualmente”.

De Luís Roberto Barroso, ministro do STF.

Escrito apenas ontem…

Eu consigo calcular o movimento de corpos celestiais, mas não a loucura das pessoas.

– Isaac Newton.

EAD não

A seção sindical dos docentes da Universidade Estadual de Maringá, Sesduem, informa através de nota que é contra a suspensão do calendário acadêmico da UEM e implementação do EAD às aulas presenciais.

E segue o baile…

Distraídos

Enquanto o distinto público ainda distraído com o debate que envolve as controversas decisões sobre a melhor forma de combater o coronavirus, o Paraná chega a 105 mortes por dengue em menos de nove meses.

São mais de 114 mil casos da doença em todo o Estado.

Desde 1991, quando foi iniciado o monitoramento, a dengue nunca matou tanto no Paraná.

Parece que a plateia se perde na polarização, parte culpando Bolsonaro, parte defendendo Bolsonaro, e o mosquito faz a farra já que quase todo mundo está em casa.

Limpar o quintal que é bom…

Competência

Estudantes das Universidades Pequeno Príncipe e PUC/PR, ambas em Curitiba, poderão antecipar formatura para assumir cargos médicos.

A decisão é da juíza Federal Marize Winkler, da 19ª vara Federal de Curitiba, que considerou que os requerentes comprovaram conhecimento e habilidades acima da média com a aprovação em concursos públicos.

Em risco

O capitão presidente do Brasil, muito irritado com a entrevista de Luiz Henrique Mandetta, mandou o recado:

– “Médico não abandona paciente, mas paciente troca de médico”.

Não é muito difícil entender que Mandetta força a barra para ser demitido antes do pico da pandemia e deixar o desgaste para Bolsonaro.

Aliás, mais desgaste ainda…

Cultura

A cultura musical popular brasileira em lives em tempos de pandemia está do jeito que o cramunhão gosta:

– Anitta ensina como usar vibrador.

– Popozuda faz live/show cantando em microfone que imita o órgão sexual masculino.

– Belo, que se apresenta como cantor, faz live com a mulher musculosa falando sobre sexo anal…

Caraminguás

O governo federal pagou nesta terça-feira a recomposição do FPM.

É uma compensação por quedas nos repasses.

O valor varia de acordo com a população do município.

Companhia

Levantamento mais recente do Kantar/Ibope revela inesperado crescimento da audiência do rádio em todas as faixas de horário.

Cresceu também o índice de confiança.

Isso a Globo não mostra…

Hê, hê…

Manchete

Manchete de ontem:

– O vírus avança no país, e o sistema de saúde vai entrando em colapso.

Meia verdade.

Na real, o vírus de fato avança no país, mas o sistema de saúde entrou em colapso há muito tempo.

Lembra do debate nacional entre construir estádios para a Copa ou construir hospitais?

Pois é, de fato não se faz Copa sem estádios.

Como não é possível salvar vidas sem hospitais…

Estádios o Brasil tem sobrando.

Tem a Arena Manaus, tem a Arena Pantanal, tem o Mané Garrincha, tem o desfigurado Maracanã, tem a Arena das Dunas, tem a Fonte Nova, tem a Arena Corinthians, tem o Castelão…

Pinga pouca

A 2ª turma do STF absolveu homem condenado por furtar moedas, refrigerante, cerveja e pinga de um restaurante.

O homem devolveu os objetos.

Por decisão unânime, a turma seguiu o relator Gilmar Mendes, aplicando o princípio da insignificância.

A pergunta que persiste é; como é possível que um processo como este chegue até o Supremo Tribunal Federal?

Proposta

Ouvi um lojista agoniado propor a um concorrente a colocação de faixas pretas nas portas das suas lojas em sinal de luto pela paralisação dos negócios.

Tem loja que não vai mais reabrir.

Até entregaram o ponto…

Abrigo Tia Lili de Umuarama vende lasanha para

continuar atendendo crianças desamparadas

Umuarama – Com as incertezas econômicas do País e do Mundo, o Abrigo Tia Lili vem passando por dificuldades para honrar com suas despesas. Desta forma, a Associação de Senhoras de Rotarianos idealizou a promoção de venda de lasanhas. Os interessados em ajudar a instituição podem adquirir o alimento ligando no número 99976-0634, que está sendo entregue na forma de delivery.

As entregas das lasanhas começaram na quarta-feira (14) e são feitas de dois sabores: frango e bolonhesa. O valor da unidade é de R$ 30,00 e a verba arrecadada servira para compra de alimento para as crianças, como também pagamento de folha de funcionários.

Atualmente o Abrigo Tia Lili atende 28 crianças, destas quatro são bebês. Um dos principais motivos do envio de crianças ao abrigo corresponde a problemas familiares, que culminaram com as crianças vítimas de maus tratos e outras violências. Casos de vulnerabilidade social, desnutrição e apresentação de riscos às crianças também são atendidos no abrigo.

A instituição recebe auxiliar governamental, entretanto os valores são insuficientes pra atender as demandas, haja vista a multiplicidade de necessidades existentes que vão desde salários de profissionais, tais como assistentes sociais, pedagogos, psicólogos, cozinheiros, serventes e cuidadores até transporte, medicamentos, roupas e alimentos.

Por se tratar de uma entidade que atende as crianças 24h, as exigências legais atuais oneram a folha de pagamento. “Mesmo o Rotary sendo mantenedor, junto a Prefeitura de Umuarama, o abrigo tem uma demanda muito grande e está com dificuldades de honrar seus compromissos. Principalmente com funcionários que são vários devido a exigências legais da atualidade”, disse a diretoria por meio de nota.

Atualmente o Abrigo Tia Lili atende 28 crianças, destas quatro são bebês

Morre aos 94 anos o escritor Rubem Fonseca

O escritor Rubem Fonseca morreu nesta quarta-feira, 15, aos 94 anos, vítima de um enfarte, em seu apartamento no Rio de Janeiro. Autor de romances como Agosto e Feliz Ano Novo, Fonseca foi vencedor do prêmio Camões em 2003 e é considerado um dos principais nomes da literatura policial brasileira. Seu mais recente trabalho foi o livro Carne Crua, de 2018, que reuniu contos inéditos. Sua obra é publicada no Brasil pela Nova Fronteira, selo da Ediouro.