Umuarama

IGREJA CATÓLICA

Bispo de Umuarama orienta padres para a volta das missas com público

20/07/2020 12H19

bispo-umuarama-coronavirus

O bispo da Diocese de Umuarama, Dom Frei João Mamede Filho, na manhã desta segunda-feira (20), emitiu um novo comunicado sobre a abertura das Igrejas para a celebração das missas com público. Desde a chegada do coronavírus em Umuarama, a orientação era para celebrações com as portas das igrejas fechadas, visando a não disseminação do vírus.

Na carta Dom Mamede, ressaltou: “Que as Paróquias da Diocese de Umuarama que já celebram, continuem a fazê-lo. E que os Párocos das Paróquias que, até a presente data não voltaram às celebrações com participação presencial dos fiéis, que consultem seus Conselhos de Ação Evangelizadora e de Administração e, lhes parecendo oportuno, voltem às celebrações com a participação presencial do povo. Evidentemente que sempre obedecendo os Decretos das Autoridades”.

DECRETO MUNICIPAL

No dia 22 de maio, o prefeito Celso Pozzobom promulgou o decreto municipal 129/2020, que alterou o decreto 082/2020 e autorizou a abertura ao público das igrejas e templos de qualquer culto no município de Umuarama, desde que observadas algumas restrições.

ORIENTAÇÕES

A resolução traz ressalvas e define que “os ritos, rituais e práticas próprias de cada tradição religiosa somente poderão ocorrer mediante autorização da Secretaria Municipal de Saúde, após parecer favorável e orientações específicas do Centro de Operações de Enfrentamento (COE) criado pelo Decreto Municipal nº 078, de 31 de março de 2020”. É o caso de batismos coletivos, ritos e eventos especiais fora dos templos.

Outra orientação é que as cadeiras, bancos e outros assentos disponibilizados nos espaços destinados à celebração de cultos religiosos devem passar por higienização e desinfecção após a reunião dos fiéis.

No espaço destinado ao público deve ser observada a ocupação máxima de 30%, garantido o afastamento mínimo de 2 metros entre as pessoas; preferencialmente devem ser disponibilizadas cadeiras e bancos de uso individualizado, em quantidade compatível com o número máximo de participantes autorizados para o local; bancos de uso coletivo devem ser reorganizados e demarcados de forma a garantir que as pessoas se acomodem nos locais indicados e mantenham o afastamento mínimo de 2 metros umas das outras.

Locais onde os assentos são individualizados, porém fixos ao chão e posicionados lado a lado, devem prover meios para o bloqueio intercalado destes assentos (tipo uma cadeira livre e duas bloqueadas). Onde os assentos são fixos ao chão e posicionados lado a lado, a disposição dos usuários entre as fileiras também deve ocorrer de forma intercalada, uma fileira sim e outra não, respeitando o afastamento entre as pessoas.

Outra orientação é que todos os fiéis, funcionários e colaboradores devem usar máscaras de tecido recomendadas à população durante todo o período que estiverem fora de suas residências, mantendo seu uso durante as celebrações.