Cotidiano

ABANDONO DE INCAPAZ

Bebê abandonada em Cidade Gaúcha passa bem, mas continua internada

19/08/2020 16H15

Acabou de nascer e já é uma vencedora. Não é a toa que está sendo chamada carinhosamente pela equipe médica de Vitória Emanuele, que significa vitoriosa e “Deus conosco”.

Ainda sem previsão de receber alta médica, a pequena recém-nascida está bem e em boas condições de saúde, após ser encontrada abandonada na frente de uma residência na noite gelada e chuvosa desta terça-feira (18), em Cidade Gaúcha, a 80 km de Umuarama.

INTERNADA

A criança está internada no Hospital e Maternidade São Paulo, em Cianorte e por enquanto não há previsão de receber alta. Segundo a equipe de enfermagem, a menina foi submetida a exames de sangue, urina e a um raio x, mas a princípio ela está saudável e bem.

HIPOTERMIA

Condição bem diferente do momento em que foi encontrada pelo morador de uma residência na rua Saldanha da Gama, que escutou o choro e encontrou a menina dentro de uma caixa de papelão e enrolada em cobertores molhados. Segundo relatos do homem à Polícia Militar, a criança estava gelada e com os pés roxos.

O SOCORRO

O socorro veio rapidamente, com uma equipe do Samu que levou a menina até o Hospital Municipal da cidade, onde a hipotermia foi estabilizada antes da Vitória Emanuele seguir de ambulância para Cianorte, distante cerca de 62 km, onde passou a ser cuidada por um pediatra.

POUCOS DIAS

Segundo uma enfermeira do Hospital e Maternidade São Paulo, a criança ainda tem o cordão umbilical, indicando que tem menos de sete dias de vida. O cordão cai entre o sétimo e o décimo dia de vida de uma criança. Ainda segundo a profissional, pelas condições do cordão, existe a indicação de que a menina nasceu em uma maternidade.

Quando receber alta, a pequena Vitória Emanuele será levada para uma Casa Lar até que a Justiça defina o seu futuro.

A CAIXA

Imagens de câmeras de segurança próximas ao local onde a criança foi deixada foram recolhidas pela polícia e são o ponto de partida para chegar até os pais da menina. A informação é que um carro teria passado pela rua, voltado poucos minutos depois, uma pessoa teria descido pela porta do passageiro, deixado a caixa com a criança embaixo de uma árvore, retornado para o veículo e saído apressadamente.

O morador da casa encontrou a criança horas depois, por volta das 21 horas, atraído pelo choro. Agora a polícia trabalha para encontrar quem a deixou no local.

O Ministério Público acompanha o caso de perto.