Umuarama

CRIS DAS FRUTAS

“Vou trabalhar para toda Umuarama e não apenas para quem votou em mim”

28/12/2020 15H47

A vendedora Cristiane Gimenes da Silva, a Cris das Frutas, assume no próximo dia 1º de janeiro de 2021, aos 39 anos, mais um desafio em sua vida: a responsabilidade de fiscalizar as ações do Executivo local e também de propor projetos de lei que visem a melhora da qualidade de vida de toda a população de Umuarama.

“Estou preparada para esse novo desafio e vou trabalhar para os mais de 120 moradores de Umuarama e não apenas para os 2.138 eleitores que confiaram seu voto nas urnas para mim”, afirmou a vereadora de primeiro mandato, durante entrevista concedida ao Jornal Umuarama Ilustrado.

NOVATA

Cris das Frutas (PSD) foi a segunda vereadora mais votada, atrás somente da professora Ana Novais (PSL), desbancando nomes de políticos experientes e que disputaram a reeleição, como Newton Soares, Matheus Barreto e Ronaldo Cardoso.

Eles chegaram lá, mas comeram poeira da novata, que disputou o pleito com uma legenda difícil, onde o quociente eleitoral era alto para garantir a vaga. Cris das Frutas chega compondo a base aliada ao prefeito reeleito Celso Pozzobom (PSC).

CRIS DAS FRUTAS

Durante a conversa no Ilustrado, ela fez questão de salientar que obteve votos em praticamente todos os bairros da cidade e credita isso ao trabalho que exerce com orgulho há mais de 10 anos nas ruas de Umuarama. “Vendo as frutas de rua em rua e em cada bairro. Converso com as pessoas e isso cria um vínculo. Elas me conhecem e eu as conheço”, afirmou. Esse contato a nova vereadora acredita que será fundamental para ajudar no trabalho que vai desempenhar na Câmara de Umuarama.

Divorciada, trabalha no negócio da família desde que retornou da Espanha, onde morou por 11 anos. Lá estudou na Escola Oficial de Idiomas (correspondente ao curso de Letras no Brasil), trabalhou, casou e teve seu único filho, Ricardo, com 17 anos. “Ele é meu companheiro e sempre me acompanhou em todos os momentos”, contou Cristiane.

Segundo ela, o filho Ricardo e o noivo Fabrício foram os grandes incentivadores para entrar na política. “O Ricardinho me ensinou que tudo é possível. Ele sempre está ao meu lado e agora não seria diferente”, afirmou. Ricardo nasceu com raquitismo e passou por 13 cirurgias e somente aos 15 anos de vida conseguiu dar os primeiros passos sozinho.

INDEPENDÊNCIA

“Agora ele consegue andar do jeitinho dele, mas o fato de ser cadeirante nunca o impediu de fazer as coisas. Meu filho sempre jogou vôlei, brincou de bets e tudo o que se propôs a fazer e nunca, em nenhum dia se questionou o porque de sua doença ou ficou sem um sorriso no rosto”, afirmou Cristiane. Por causa da dificuldade do filho, a vendedora sempre teve um vínculo muito próximo com outras mães que têm filhos cadeirantes.

“Se o passeio é na feira de exposição, entramos em contato com a direção da Rural para saber de um espaço que possamos usar. Sempre estive envolvida com outras mães. Isso não é de agora”, afirmou ao rebater a informação de que teria usado o problema do filho para se promover. “Nunca faria isso, mas o Ricardo sempre esteve comigo em tudo e agora não seria diferente. Não tenho porque esconder o meu filho”, rebateu.

FAMÍLIA

Filha do meio de quatro irmãos, Cristiane vem de uma família muito unida e que sempre trabalhou com o comércio de frutas. “Cresci com os meus pais vendendo frutas na feira que acontecia em frente a Prefeitura de Umuarama. Tinha 7 ou 8 anos e já ajudava”, contou. Com o tempo a banca ficou pequena e hoje o negócio expandiu para toda a região. “Todos nós trabalhamos com frutas. Temos caminhões e caminhonetes espalhados em toda a cidade e fazemos linhas na região”, explicou Cris que pretende continuar no negócio da família.