Cotidiano

BANCO DOS RÉUS

Vizinha que matou mãe e filho a facadas em Perobal vai a julgamento nesta sexta

17/09/2020 19H00

O julgamento da dona de casa Marisa Dulcinéia dos Santos, de 41 anos, acontece a partir das 9 horas desta sexta-feira (18), no Fórum de Umuarama. Ela é acusada de matar a facadas a vizinha Magali Rodrigues Dias, então com 26 anos e o filho desta, um menino de apenas 5 anos de idade, na tarde do dia 19 de setembro de 2017, em uma fazenda, em Perobal.

CONFISSÃO

A ré chegou a confessar as mortes e está presa desde a época do crime no Complexo Médico Penal de Curitiba, de onde foi trazida para participar do julgamento. Segundo o apurado pela Polícia Civil nas investigações, Marisa dos Santos teria contado que a intenção era matar o marido da vizinha, porque este constantemente faria brincadeiras que considerava ofensivas com o seu esposo.

O ALVO

Segundo o apurado pela Polícia Civil na época, o crime teria sido premeditado. “A autora contou que estava com muita raiva e que iria matar alguém. O alvo seria o marido da vítima, mas como não o encontrou, acabou matando a família”, relatou o então delegado operacional da 7ª SDP Fernando Martins, no dia do crime.

Segundo o relatado na época, a ré comprou luvas cirúrgicas, pegou uma faca de cozinha, a amolou e depois para evitar ser vista, seguiu pelo pasto e por um rio até a casa das vítimas, a cerca de 1.500 metros de sua casa.

O CRIME

Ainda segundo a polícia, quando chegou na casa e não encontrou o marido da vítima, a acusada pediu água para entrar na casa e teria atacado primeiro Magali com golpes no peito e após cortado o pescoço da mulher. Na sequência teria ido até o quarto e cortado o pescoço da criança. De acordo com a polícia, após o crime, a acusada seguiu até a sede principal da fazenda onde tentou simular um assalto.

Na época Marisa dos Santos afirmou ser bipolar e que teria problemas psiquiátricos.