Policial

SOB INVESTIGAÇÃO

Vítima de execução foi acusada de suposto abuso sexual 2 dias antes de morrer

08/02/2019 18H21

Umuarama – A vítima de 32 anos executada a tiros na Estrada Pavão na noite da última quarta-feira (6) foi acusada de ter cometido um suposto abuso sexual contra sua filha, uma menina de seis anos.

A denúncia foi formalizada pela mãe da criança na delegacia da Polícia Civil dois dias antes da morte, segundo a polícia.

De acordo com o delegado operacional da 7ª SDP, Thiago Soares, por enquanto a polícia está tratando os dois crimes de forma isolada.

O inquérito que apura o suposto abuso será conduzido pela Delegacia da Mulher. Já o homicídio será investigado pela 7ª SDP.

Até o momento não temos nada que relacione a morte com a denúncia de um suposto abuso”, salientou Soares.

A única certeza da polícia que á Márcio Roberto Cassiano foi atraído ou levado até a estrada Pavão e foi executado.

Pela forma como ocorreu, em lugar isolado, durante a noite, pela quantidade de tiros e pelas cápsulas encontradas no local, temos a certeza de que foi uma execução”, explicou o delegado.

A investigação agora busca encontrar a motivação do crime.