Umuarama

Social

Venda do bolo de Santo Antônio termina hoje e arrecadação ajudará a Casa da Paz

13/06/2020 08H28

Termina hoje a venda do tradicional bolo de Santo Antônio da Paróquia Nossa Senhora do Perpetuo Socorro e Casa da Paz de Umuarama. O dinheiro da venda do bolo será revertido para a conclusão da sede da Casa da Paz, como também custear as despesas internas da instituição. O bolo será vendido até as 17 horas de hoje, na casa localizada na avenida Liberdade, número 3076.

O projeto Casa da Paz há mais de 18 anos os fiéis mantêm viva a cultura do Bolo de Santo Antônio e segundo a presidente da instituição, Sílvia Ribeiro Martins, a ação este ano tem uma motivação maior, pois a verba da venda dos bolos será revertida para a construção da sede da Casa da Paz. “Ganhamos um terreno do município e com os valores e mais o apoio da comunidade de Umuarama queremos concluir a obra. A base da estrutura está pronta e começaremos a cobertura. Agora precisamos o acabamento e para isso contamos com sua colaboração”, ressaltou.

Para a confecção do bolo, os voluntários trabalharam mais de 30 dias para o auge do evento, comemorado hoje (13) no Dia de Santo Antônio. O pedaço do bolo é comercializado a R$ 5,00 e pode ser retirado na Casa da Paz, localizada na avenida Liberdade número 3076.

CASA DA PAZ

A Casa da Paz atende 80 crianças em contra turno escolar e é uma entidade sem fins lucrativos. São crianças e adolescentes de 05 a 17 anos, que recebem atividades culturais, educacionais e esportivas, sendo que atualmente atende 80 crianças.

HISTÓRIA

A tradição do bolo na paróquia começou tímida, com apenas 150 pedaços, mas ao longo dos anos a procura aumentou e hoje muitas pessoas buscam o bolo com a medalha de Santo Antônio.

De acordo com a tradição popular, a miniatura do santo encontrada dentro do bolo indica que o sortudo ou a sortuda deverá se casar em breve ou conseguirá uma graça divina. Para os religiosos, ao encontrar a miniatura também é possível fazer outros pedidos que não sejam os amorosos. “Lembramos que encontrar a medalhinha é sorte, pois a cada cinco bolo um tem a medalha”, esclareceu Sílvia.

MAIS QUE CASAMENTEIRO

Com sua morte em 13 de Junho de 1.231 (39 anos) em Pádua, Itália, a fama de Fernando de Bulhões levou-o a ser canonizado pela Igreja Católica e ser eternizado como Santo Antônio. O religioso tinha um vasto conhecimento de ambas as ciências, como teólogo, místico e sobretudo como notável orador e grande dramaturgo. Santo Antônio é também tido como um dos intelectuais mais notáveis de Portugal do período pré-universitário.

Santo Antônio lecionou em universidades italianas e francesas e foi o primeiro Doutor da Igreja franciscana, por isso, São Boaventura disse que ele possuía a ciência dos anjos.