Umuarama

Imunização

Umuarama já recebeu 5.404 doses da vacina contra o coronavírus

17/02/2021 09H55

O número de doses recebidas por Umuarama até o momento, para vacinação dos grupos prioritários contra o coronavírus (conformes determinam os planos Nacional e Estadual de Imunização), foi de 5.404 vacinas dos tipos Coronavac e Oxford. Desse total, 1.657 destinam-se à segunda dose dos profissionais de saúde dos diversos grupos, que receberam a primeira imunização a partir de 19 de janeiro, e estão sendo fornecidas desde a última segunda-feira, 15, nas unidades básicas de saúde do município.

A distribuição da vacina é controlada pela Secretaria Municipal de Saúde através de listas de nomes com a identificação dos profissionais, a função e o local de trabalho. “Recebemos 2.656 doses em janeiro e as restantes agora em fevereiro. Com isso, já vacinamos boa parte dos nossos profissionais de saúde, idosos e funcionários das ILPI (instituições de longa permanência para idosos) e também pessoas na faixa dos 90 anos ou mais”, explicou a secretária Cecília Cividini (da Saúde do município).

Na última segunda-feira, a Secretaria de Saúde iniciou a aplicação da segunda dose para os profissionais de saúde, que podem procurar as UBS no horário das 8h às 11h e das 13h30 às 16h, entre os dias 15 a 19/02. A recomendação é que os interessados façam o agendamento prévio, a fim de evitar aglomeração e permitir a distribuição adequada do fluxo. A vacina está sendo ministrada em todas as unidades e a população pode acompanhar a evolução do processo por meio do “Vacinômetro”, nas redes sociais da Prefeitura e na imprensa local.

As equipes do município já vacinaram cerca de 320 pessoas com 90 anos ou mais e, com a queda na demanda, deve diminuir gradativamente as idades (para pessoas 89, 88, 87 anos, e assim sucessivamente) até ser completado o lote de 650 doses distribuídas ao município pelo Ministério da Saúde, para vacinação de idosos. Além disso, até esta segunda-feira haviam sido vacinados também 235 idosos em ILPI e 81 trabalhadores dessas instituições. A partir deste momento, não há mais equipes volantes.

A secretária Cecília Cividini lembrou ainda que a Secretaria de Saúde vem seguindo as determinações da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) e os planos Nacional e Estadual de Imunização.