Dr. Eliseu Auth

Eliseu Auth

Uma história de dignidade

08/02/2021 21H17

Há poucos dias perdemos o médico Paulo Afonso Pires Ferreira. Foi a malvada “Covid-19” que o tirou de nós. Logo essa a assassina que já matou mais de duzentos mil brasileiros, trazendo dor e interrompendo histórias, planos e sonhos. Pasmem, esse número é quatro vezes maior do que as vidas brasileiras deixadas nos campos de batalha da guerra do Paraguai.

Volto ao Doutor Paulo que nos deixou, interrompendo uma história de pura dignidade. Sua voz de locutor e sorriso de criança feliz, ficam no imaginário de quem, como eu, privou de seu convívio. Na medicina, foi um sacerdote dedicado à saúde dos mais humildes, humilde que era. Conhecia de política como poucos. Freqüentava, assiduamente, a “Boca Maldita” de Curitiba, convivendo e interagindo com as maiores lideranças políticas do Paraná. Era avesso às ditaduras, fossem da vertente que fossem. Tinha horror aos extremos, democrata que era.

Assim era o Doutor Paulo. Perdi, com sua partida, um amigo e um dos melhores interlocutores que tive na vida. Ficam o exemplo e seus papos sempre agradáveis. No céu, a fé que trouxe do Piauí, há de fazê-lo partilhar suas histórias com Nossa Senhora, santos e anjos. E, não duvido, nesta hora, partilha-as com quem comanda a estância celestial.

O vírus, como assassino em série, anda à espreita. Nada de subestimá-lo como fazem os negacionistas. Há que enfrentá-lo, ouvindo a ciência e tampando os ouvidos à fala dos demagogos da cloroquina e da ivermectina. Finalmente, o golpe mortal com a vacina tão logo ela chegue. Só assim voltaremos à normalidade econômica, à volta aos estádios e aos abraços em nossos familiares. De lambuja, não mais precisaremos nos despedir de amigos assassinados como o Doutor Paulo que deixou uma história de dignidade.

(Eliseu Auth é promotor de justiça inativo, atualmente advogado).