Cotidiano

VILIPÊNDIO

Túmulo é violado em cemitério e corpo de bebê desaparece em Gaúcha

11/07/2020 08H45

O desaparecimento ocorreu na tarde de sexta-feira, no Cemitério Municipal de Cidade Gaúcha (Foto Prefeitura de Cidade Gaúcha)

O corpo de um bebê recém-nascido desapareceu após o túmulo em que estava ser violado. O fato foi descoberto por volta das 14h40 desta sexta-feira (10), no Cemitério Municipal de Cidade Gaúcha, segundo a Polícia Militar. Até o momento o corpo não foi encontrado.

VIOLAÇÃO

Segundo a Polícia Militar, na declaração de óbito conta que a criança teria nascido já sem vida e foi sepultada um dia antes da violação, na quinta-feira (9).

Equipes da PM e da Secretaria da Saúde do Município realizaram buscas por todo o cemitério e por um terreno baldio ao lado. Toda a área foi isolada e a Polícia Civil e o Instituto de Criminalística foi acionado.

O túmulo foi lacrado novamente no fim da tarde de sexta-feira.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil de Cidade Gaúcha.

VILIPÊNDIO

A violação do túmulo e a retirada do cadáver é crime pelo Código Penal Brasileiro, com pena de um a três anos para o autor. Juridicamente essa violação recebe o nome de vilipêndio, que significa destratar, humilhar e tratar com desrespeito o corpo ou restos normais.