Vida e Cultura

Tecnologia

Tecnologia usada em jogos eletrônicos influência indústria cinematográfica de Hollywood

03/08/2020 11H03

A tecnologia dos games é atualizada a cada dia para atender às expectativas da sua comunidade, e o seu avanço é tão grandioso que atualmente está influenciando nas produções cinematográficas de Hollywood – pelo menos é nisso que Kim Libreri acredita. Libreri é um reconhecido profissional especializado em efeitos visuais, que já participou da produção de diversos filmes, sendo os mais famosos Planeta dos Macacos: A guerra e Inteligência Artificial.

Durante nove anos, ele trabalhou com a Unreal Engine, um motor gráfico muito utilizado na produção de jogos de computador que foi popularizado com a produção do jogo Fortnite. Apesar do game ser um dos mais populares do mundo, há outras maneiras de curtição, e dentre as que vêm ganhando mais destaque está apostar online em cassinos seguros, pois além de proporcionar um bom desafio, é garantia de entretenimento. A Unreal Engine é uma ferramenta de propriedade da Epic Games, e sua tecnologia fornece uma variedade de componentes e ferramentas necessárias para que um criador de jogos realize seu trabalho. Porém, ela também vem chamando a atenção dos produtores de televisão e cinema.

Tecnologia gráfica

Recentemente, a Epic Games anunciou um novo motor gráfico, o Unreal Engine 5, que estará disponível a partir de 2021. Espera-se que artistas visuais, como Libreri, tirem proveito de toda sua capacidade e possam colocar gráficos e imagens diretamente em uma cena sem qualquer dificuldade. “Na produção tradicional de filmes, um diretor e um diretor de fotografia podem filmar uma cena no set e, posteriormente, entregar essas cenas e a direção criativa a uma equipe de artistas e designers de realidade virtual, que aprimoram esse material com efeitos visuais e imagens geradas por computador durante uma etapa separada de produção. A Unreal Engine 5 promete melhorar ainda mais o processo artístico, facilitando que mundos virtuais desenvolvidos para filmes e televisão sejam capturados e executados com o mesmo mecanismo de jogos em tempo real” diz Libreri, diretor de tecnologia da Epic Games.

Já para Anthony Hunt, diretor-executivo da Cinesite, empresa que trabalhou com os efeitos visuais de Vingadores: Ultimato, Independence Day: Ressurgimento e Homem de Ferro 3, a utilização da Unreal Engine é magnífica, onde é possível incluir cenas de trocas de soco, perseguição e saltos que desafiam a morte. “Tudo acontece na sua frente, com artistas ao vivo, acessórios interativos e uma imensa tela de LED, o que torna impossível determinar onde a ação ao vivo termina e onde a tela começa”, falou Hunt.

Uso da tecnologia gamer para evitar multidões

Já há alguns anos que a indústria cinematográfica passou a utilizar os mesmos recursos empregados na produção dos games. Exemplos são os processos de mapeamento de cenas em 3D através de fotografias, storyboards, animações, dentre outros. Contudo, com a atual crise global, a indústria dos filmes e televisão vem enfrentando um desafio, ficando como única alternativa utilizar ainda mais a tecnologia dos jogos. Um exemplo é a capacidade que os motores gráficos têm de criar cenas em que aparecem grandes multidões. “Um extra tem que ser alimentado, vestido e alojado em um set de filmagem. Agora podemos replicar grandes cenas de multidões com a tecnologia de computador e ter apenas nossos atores principais em primeiro plano”, falou Hunt.

Este recurso foi utilizado recentemente no filme, Rocketman, que trata sobre a primeira fase da carreira musical de Elton John. Em uma das cenas principais, é mostrado o estádio do Los Angeles Dodgers totalmente lotado durante um show. Contudo, a cena foi gravada no Shepperton Studios, na Inglaterra, com somente o ator principal, Taron Egerton, e a multidão que aparece na cena foi criada a partir de gráficos 3D projetados em paredes de LED. “As paredes de LED estão se tornando mais populares na produção de filmes e televisão porque permitem que os cineastas captem efeitos visuais na câmera e manipulem objetos digitais em uma cena em tempo real.” diz Libreri.