Cotidiano

EM SALTO DEL GUAIRÁ

Sócio da Quenn Anne foi torturado antes de ser morto, diz polícia paraguaia

16/09/2020 14H28

Corpo do empresário foi encontrado na manhã desta quarta-feira (foto ABC Color Rosendo Duarte)

A polícia paraguaia confirmou no início da tarde desde quarta-feira (16) que o corpo do empresário Cristobal Rojas Vallejos, 57 anos, o Nenê, apresentava sinais de tortura e de ter sido algemado.

Ele foi encontrado morto e com vários disparos de arma de fogo pelo corpo no início da manhã, no quilômetro 02 da rodovia PY03, em Salto del Guairá, no Paraguai.

Cristobal Rojas era sócio do shoppingQueen Anne, em Salto del Guairá (foto redes sociais)

TORTURA

“Foi bastante sangrento (o homicídio); se nota que foi algemado e torturado”, afirmou comissário Leonor Barrios, chefe de investigação da polícia de Canindeyú, ao site ABC Color.

A caminhonete Toyota Hilux de propriedade da vítima estava próxima ao corpo. O empresário era sócio do shopping Quenn Anne, um dos mais tradicionais de Salto e proprietário de uma casa de câmbio no país vizinho. As informações são do site ABC Color.

DESOVADO

Segundo o comissárioBarrios não foram encontrados projéteis no local, o que indica que o corpo foi apenas deixado em uma plantação de mandioca as margens da rodovia, a cerca de sete quilômetros do rio Paraná.

A polícia acredita que o empresário foi morto em outro local e o corpo apenas deixado na rodovia. Imagens de câmeras de segurança de Salto estão sendo analisadas para tentar apurar a trajetória entre o cemitério onde o empresário foi rendido na tarde de terça-feira (15) e o ponto onde o corpo foi encontrado.

CEMITÉRIO

Segundo o apurado até o momento, Rojas teria sido rendido quando visitava o túmulo do filho. Seus objetos pessoais foram encontrados ao lado da sepultura. Ele teria sido rendido por dois homens e obrigado a entrar no próprio veículo. O desaparecimento foi comunicado à polícia durante a madrugada, pela esposa da vítima.