Região

EM RONDON

Servidor é preso após agredir prefeito e mais 3 pessoas por discordar de transferência

05/01/2021 19H26

O prefeito Roberto Corredato contou que ele e mais três servidores foram agredidos pelo motorista do Município

Inconformado por ser transferido de setor um servidor municipal de Rondon ameaçou e agrediu fisicamente verbalmente ao prefeito do Município Roberto Corredato (PSD), ao chefe de gabinete, Maurílio Trevisan, ao vereador Marcelo Trevisan (PSD) e a secretária de Recursos Humanos, segundo informado pelo prefeito e pela Polícia Militar.

Preso

O incidente ocorreu no início da manhã desta segunda-feira (4) após o servidor de 53 anos, lotado na Secretaria de Saúde como motorista, ser informado que seria transferido para atuar também como motorista na Secretaria de Viação, Serviços Rodoviários e Obras Públicas, segundo a PM. Após a confusão o servidor foi detido e encaminhado para a delegacia da Polícia Civil de Cidade Gaúcha, distante 25 km. Até o fim da tarde desta terça-feira (5) o servidor continuava preso.

Briga

Segundo a PM, por volta das 7h40 desta segunda-feira a equipe foi acionada para atender uma briga entre dois homens na Secretaria Municipal de Saúde e que um deles estaria armado com uma faca e fazendo ameaças aos demais. Quando os policiais se deslocavam até o local, foram informados que o autor das ameças já estaria no prédio da Prefeitura e estaria ameaçando outros funcionários, segundo a PM.

A agressão

Segundo relato do prefeito Roberto Corredato, repassado ao Ilustrado por áudio, o servidor “adentrou ao paço municipal muito irritado, estava fora de controle de si, entrou aqui no paço municipal e com objetivo de agressão sobre a minha pessoa. Eu estava no Departamento de Recursos Humanos, eu, o chefe de gabinete e a responsável pelo recursos humanos. Ele entrou e partiu para encima de mim, me empurrando, me peitando, me jogando contra a parede e falando palavras de baixo calão. Neste momento eu não reagi, apenas falei para ele se acalmar. Ele queria retirar o chefe de gabinete e a secretária da sala e nesse momento a gente foi agredido. O chefe de gabinete entrou no meio e levou um tapa o que derrubou o seu óculos que caiu e quebrou. Nesse momento outros funcionários entraram na sala para apartar ele que estava descontrolando, sem conversa alguma”, afirmou Corredato.

Mudança

De acordo com a Polícia Militar, no local o servidor contou que estava descontente com a mudança de setor. Com o homem os policiais não encontraram nenhuma faca. Ainda segundo a PM, as vítimas contaram que após saber da alteração de setor o servidor começou a fazer ameaças e mudou seu comportamento, alterando sua voz e passando a proferir palavras de baixo calão contra os servidores ali presentes e que tentavam lhe acalmar.

Faca

Após sair do pátio da Secretaria de Viação, Serviços Rodoviários e Obras Públicas, o servidor teria ido até a Secretaria de Saúde, onde encontrou na cantina o motorista e também vereador Marcelo Trevisan (PSD).

Segundo relato do prefeito Roberto Corredato, o servidor “agarrou o pescoço do Marcelo (outro motorista) e a apertar, mas o Marcelo conseguiu se livrar. Dai o servidor, ele pegou uma faca sobre a mesa e começou a partir para cima do Marcelo com essa faca. Nesse momento o Marcelo pegou uma cadeira e começou a se defender ao reder da mesa”, relatou.

Segundo nota emitida pela Polícia Militar: “diante do fato, todas as partes foram encaminhadas ao Destacamento Policial para confecção de boletim e posteriormente encaminhadas para a Delegacia em Cidade Gaúcha”. Os envolvidos já prestaram depoimento na delegacia.

O servidor deve responder pelo crime de ameaça e ainda responder a processo administrativo junto a Prefeitura de Rondon, e se considerado culpado, pode perder o cargo que ocupa.

Outro lado

O Jornal Umuarama Ilustrado entrou em contato com a esposa do servidor municipal mas a mesma preferiu não se manifestar.