Esportes

POR POUCO

Seis dias após mal súbito no gramado, Eriksen tem alta médica

19/06/2021 11H30

Copenhague, (AE) – O meia dinamarquês Christian Eriksen recebeu alta do hospital nesta sexta-feira 18. A informação foi confirmada pela Associação de Futebol da Dinamarca (DBU, na sigla em dinamarquês). Seis dias atrás, o jogador de 29 anos sofreu parada cardíaca em campo durante o jogo de estreia da sua seleção na Eurocopa, em Copenhague. O episódio comoveu o mundo esportivo, pois Eriksen permaneceu 15 minutos sendo atendido no gramado, com massagens cardíacas, diante dos companheiros e dos torcedores no estádio.

Eriksen vai continuar o período de recuperação em sua residência O jogador recebeu alta de uma operação bem-sucedida para a colocação de um cardioversor desfibrilador implantável (ICD, na sigla em inglês) em seu coração. O atleta também recebeu a visita dos seus companheiros da seleção dinamarquesa.

“A operação correu bem e estou indo bem, de acordo com as circunstâncias médicas. Foi muito bom ver os caras novamente depois do jogo fantástico que fizeram na noite passada. Não há necessidade de dizer que estarei torcendo por eles na segunda-feira contra a Rússia”, escreveu o atleta em mensagem divulgada pela DBU.

O aparelho que Eriksen passou a utilizar solta uma descarga elétrica em caso de parada cardíaca e atua também como marca-passo. O aparelho envia impulsos elétricos quando a frequência cardíaca é muito lenta, com o objetivo de evitar uma doença. Além desta função, também pode tratar de um ritmo muito rápido de batimentos cardíacos.

Ainda não há informações se o dinamarquês vai poder voltar a atuar. Outros jogadores, como o holandês Daley Blind, conseguiram prosseguir com a carreira no esporte depois da implantação do aparelho, que permite controlar e regular o ritmo cardíaco.

Na última terça-feira, três dias após sofrer o mal súbito, ele usou as suas redes sociais para se pronunciar oficialmente pela primeira vez. E se mostrou muito agradecido pelas inúmeras mensagens de apoio que tem recebido desde que está internado em um hospital da capital dinamarquesa.