Umuarama

SEM LEITOS

Região Noroeste tem 76 pacientes com covid-19 em fila de espera

26/02/2021 10H01

Os hospitais da macrorregião Noroeste compostos das regionais de Umuarama, Campo Mourão, Cianorte, Paranavaí, Maringá, Colorado e Sarandi chegaram ao limite de atendimento para pacientes com covid-19, doença transmitida pelo novo coronavírus. Com aumento no fluxo de pacientes em estado grave, nos últimos dias, hoje a macrorregião conta com 76 pacientes em fila de espera.

Na regional de Umuarama são 15 pessoas que aguardam vagas de leitos covid-19, sendo quatro pacientes para Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 11 para enfermarias.

LIMITE

“Não há mais capacidade para atendimento. As pessoas estão aguardando nos prontos-socorros, nos hospitais de pequeno porte, como também, nos hospitais sem referência para atendimento de covid-19. Não existe mais capacidade estrutural, profissional e humana para ampliação de leitos”, alertou a Viviane Herrera, diretora da 12ª Regional de Saúde de Umuarama.

ALARMANTE

A situação é alarmante, pois segundo Viviane, quando os leitos de uma região chegam no limite é buscado pela central de leitos ajuda em outra regional, porém a ocupação é geral em todo Paraná.

“Resumindo, teremos óbitos e não teremos leitos. Não existe uma forma de amenizar a situação, não tratamos pandemia com leitos, pois é o mesmo que falar para população se aglomerar, pois temos leitos. Mas não é assim, não temos como criar pelo limite de estrutura, como também temos muito mais pessoas do que leitos”, explicou.

DEMAIS DOENÇAS CONTINUAM

Ainda segundo a diretora da regional, as outras doenças não acabaram, como também os acidentes que geram demanda de UTIs. “Os acidentes de moto continuam, os AVCs, os diabéticos, os pacientes neurológicos. Os leitos continuam sendo ocupados por esses pacientes. Volto a repetir, não temos capacidade para atender tantas pessoas ao mesmo tempo”, alertou.

OCUPAÇÃO DE LEITOS UTI MACRO NOROESTE

Macrorregião Noroeste – vagas de UTI