Umuarama

Pesquisa

Procon de Londrina pede para MP investigar distribuidoras de combustível

30/01/2019 12H38

 

Conforme o jornal Folha de Londrina, O Procon de Londrina deve encaminhar ao Ministério Público do Paraná nos próximos dias o balanço de uma fiscalização feita em 87 postos da cidade sobre a redução no preço dos combustíveis. Em entrevista ao jornal de Londrina, o coordenador do órgão de controle, Gustavo Richa, disse que foi constatado que os valores não estão em consonância com a diminuição anunciada pela Petrobras às refinarias. O último percentual foi de 1,3% no preço médio da gasolina, passando de R$ 1,51 para R$ 1,49.

“Os donos dos postos nos relataram que o índice atual é o mesmo de setembro de 2017. Fizemos uma comparação com este período para saber quais eram as taxas praticadas na época, e foi aí que encontramos uma divergência. No ano retrasado, a média era de R$ 3,80, mas atualmente está em R$ 4,04”, disse Richa, que também explicou porque os empreendimentos, pelo menos por enquanto, não podem ser responsabilizados pela falta do repasse real aos consumidores. “Provavelmente as distribuidoras estão segurando o preço e por isso os empresários não estão adquirindo o produto mais barato”.

Confira a matéria completa no jornal Folha de Londrina: Procon de Londrina vai pedir que Ministério Público investigue distribuidores de combustíveis