Cotidiano

DESTRUIÇÃO

Prejuízo com incêndio em empresas na PR-323 pode passar de R$ 100 mil

15/11/2020 17H54

Um incêndio de grandes proporções que atingiu parcialmente três empresas e destruiu completamente uma casa e um carro, as margens da PR-323, no perímetro urbano de Umuarama, no fim da tarde de sábado (14), deixou prejuízos que ainda estavam sendo contabilizados no domingo (15). Foram atingidas uma fábrica de móveis em madeira, uma fábrica de doces e uma revenda de telhas e tijolos. O prejuízo total deve passar dos R$ 100 mil.

Segundo os empresários ouvidos pelo Ilustrado, aparentemente o fogo começou em mata ciliar nos fundos dos estabelecimentos e as labaredas chegaram a mais de 20 metros de altura. Os bombeiros tiveram muito trabalho para apagar as chamas e uma das pistas, sentido Umuarama a Guaíra chegou a ficar parcialmente interditada para facilitar o trabalho dos socorristas e para ajudar a manter curiosos afastados.

Segundo o proprietário da loja de móveis, somente em madeira carbonizada ele amarga um prejuízo de mais de R$ 30 mil. Ele contou ainda que uma residência localizada nos fundos do seu estabelecimento também ficou totalmente destruída. “Minha filha recém-casada morava na casa. Ela e o marido estavam em Cruzeiro do Oeste e quando chegaram já estava tudo destruído”, contou.

Da construção de dois cômodos tudo se perdeu, fotos de casamento, móveis e eletrodomésticos foram todos queimados.

Já o empresário Carlos Dota, da fábrica de doces, contou que o fogo atingiu o telhado da caldeira, que fica nos fundos do barracão e consumiu um carro, uma pick-up, pertencente a sua sócia. O veículo ficou totalmente queimado e está avaliado em R$ 23 mil, segundo Dota. A proprietária tem seguro do bem. O valor total do prejuízo deixado ainda está sendo avaliado. Os bombeiros conseguiram conter as chamas antes que atingissem o interior do barracão da fábrica.