Umuarama

Auxílio

Prefeitura licita no final de agosto cartões do Programa Bolsa Umuarama

10/08/2021 10H41

Jornal Ilustrado

Está marcada para 27 de agosto a licitação para aquisição dos cartões que serão utilizados no repasse de recursos para famílias em situação de vulnerabilidade beneficiadas pelo Programa Bolsa Umuarama. Para amenizar os efeitos da pandemia de coronavírus, que afetaram milhares de umuaramenses, a Secretaria Municipal de Assistência Social repassará durante três meses um auxílio emergencial de R$ 150,00 para aquisição de alimentos, limpeza e higiene pessoal para famílias selecionadas com base no Cadastro Único.

O benefício atenderá núcleos familiares com renda per capita de até R$ 89,00. O auxílio emergencial foi criado pelo Executivo e após a aprovação da Câmara de Vereadores o prefeito Celso Pozzobom sancionou a lei municipal 4.483/2021, que regulamenta o programa.

“As famílias já foram pré-selecionadas com base nas informações do CadÚnico do governo federal, por isso não é necessário procurar as unidades do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) para atualização ou preenchimento de novo cadastro”, alerta a secretária de Assistência Social, Izamara Amado de Moura.

Como o programa prevê um grande volume de recursos para transferência às famílias, o município precisa cumprir todos os trâmites burocráticos. Caso a licitação ocorra no prazo, a estimativa é que a primeira parcela seja liberada já em setembro. “Serão atendidas cerca de 2 mil famílias selecionadas com base nos dados do CadÚnico até 30/04/2021”, lembra a chefe da Divisão da Proteção Social Básica, Dayanne Paola de Oliveira Demozzi.

Algumas pessoas têm sido orientadas a procurar as unidades do CRAS, mas não existe essa necessidade. A secretária Izamara Moura reforça que um sistema de acompanhamento já foi criado para que as famílias possam consultar se têm ou não direito ao benefício. A liberação do sistema depende do encerramento do processo licitatório, quando o cartão estiver liberado para a compra de gêneros alimentícios, gás de cozinha, materiais de limpeza e higiene pessoal.

O Bolsa Umuarama é resultado de um longo trabalho de estudos, discussões e planejamento. “A pandemia agravou as condições sociais de muitas famílias. Por isso, com os recursos disponíveis e as informações do CadÚnico, selecionamos os casos mais extremos para atender com esse auxílio graças”, disse o prefeito Celso Pozzobom. O benefício terá três parcelas de R$ 150,00 disponibilizadas mensalmente, através do cartão, para compras em mercados e mercearias credenciadas na sede e nos distritos. Bebidas e cigarro estão vetados.