Umuarama

Infraestrutura

Prefeito visita nova rodoviária com a empresa vencedora da licitação

26/09/2018 17H51

Representantes da empresa que venceu a licitação para concluir a nova estação rodoviária de Umuarama visitaram a obra, parada desde o ano passado, na tarde desta quarta-feira, 26, ao lado do prefeito Celso Pozzobom e do diretor de Obras da Prefeitura, Jeferson Oncken da Silveira, além de engenheiros da Secretaria Municipal de Obras, Planejamento Urbano e Projetos Técnicos. A ordem de serviço ainda depende de liberação do Paranacidade – serviço social autônomo da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano, responsável pelo financiamento da obra –, mas a expectativa é que a autorização seja concedida ainda em outubro.

Os engenheiros Fernando El Haje e Clayton Dambros, diretor da CDA Engenharia, informaram que a empresa pretende iniciar o serviço tão logo seja assinada a ordem de serviço. “É uma obra importante para Umuarama, que representa grande investimento assegurado com o apoio dos nossos representantes junto ao governo do Estado. A construtora que iniciou o projeto teve problemas e acabou abandonando a obra. Agora, resolvidas as questões técnicas e jurídicas, uma nova licitação definiu outra empresa e em breve o canteiro será reocupado para a conclusão da rodoviária”, afirmou o prefeito.

Conforme o relatório de julgamento da licitação, publicado nesta quarta-feira no órgão oficial do município, a empresa vencedora do certame será contratada sob regime de empreitada global para conclusão da construção do Terminal Rodoviário Intermunicipal. A licitação foi realizada em 22 de agosto, seguindo todas as exigências legais, e não houve contestação nem recurso, apenas um pedido de esclarecimento devidamente respondido.

Execução em 330 dias

O valor máximo proposto no edital foi de R$ 9.496.243,78 com prazo de execução é de 330 dias, e CDA Engenharia Eireli, de Joinville (SC), venceu a disputa com o preço final de R$ 8.066.117, 88. “Foi uma diferença significativa, que representará boa economia para o município, uma vez que os recursos serão financiados. Agora a documentação está com o Paranacidade e assim que for liberada teremos a ordem de serviço”, avaliou o secretário municipal de Obras, Planejamento Urbano e Projetos Técnicos, Isamu Oshima.

Lamentações

O prefeito lamentou a situação da obra, parada por problemas com a empresa responsável pela construção. “Infelizmente a estrutura começa a sofrer avarias, após tanto tempo sem manutenção. Devido aos constantes problemas com a execução da obra, tivemos a necessidade de rescindir o contrato, o que ocorreu de forma amigável (sem ação judicial). Depois atualizamos a documentação, revisamos as planilhas e acertamos novas condições de financiamento. Com a licitação finalizada e a nova empresa definida, agora é só aguardar a liberação para o início das obras e entregar a nova rodoviária no ano que vem”, concluiu Pozzobom.