Umuarama

Inflação

Postos de combustíveis de Umuarama já repassaram novo reajuste da Petrobras

02/03/2021 08H46

A Petrobras anunciou na manhã de segunda-feira (1) um novo aumento nos preços da gasolina, do óleo diesel e do gás de botijão vendidos nas refinarias. Em Umuarama, após o reajuste do dia 19 de fevereiro, houve outro aumento no último sábado (27) e na manhã desta terça-feira muitos postos de combustíveis já haviam repassado o novo reajuste aos consumidores.

Em média do dia 19 de fevereiro até nesta terça-feira todos os combustíveis em Umuarama tiveram reajuste acumulado de R$ 0,30. A dança nos preços segue uma sucessão de aumentos e que imprimem valores recordes nos combustíveis do Brasil, mesmo com a troca do presidente da Petrobras.

Conforme assessoria de imprensa do Governo Federal, a partir de hoje a gasolina ficará 4,8% mais cara, ou seja, R$ 0,12 por litro. Com isso, o combustível será vendido às distribuidoras por R$ 2,60 por litro. O óleo diesel terá um aumento de 5%: R$ 0,13 por litro. Com o reajuste, o preço para as distribuidoras passará a ser de R$ 2,71.

Já o gás liquefeito de petróleo (GLP), conhecido como gás de botijão ou gás de cozinha, ficará 5,2% mais caro também a partir de amanhã. O preço para as distribuidoras será de R$ 3,05 por quilo (R$ 0,15 mais caro), ou seja R$ 36,69 por 13 kg (ou R$ 1,90 mais caro).

UMUARAMA

Mesmo com reajuste anunciado para a manhã desta terça-feira, muitos postos de Umuarama já amanheceram com novos valores no litro dos combustíveis. No histórico de elevação de valores, no dia 19 de fevereiro, os postos de combustíveis de Umuarama repassaram aos consumidores o aumento anunciado pela Petrobras de R$ 0,23 para o litro da gasolina e o diesel de R$ 0,34 por litro. Após este reajuste o litro da gasolina na cidade passou a ser vendida entre R$ 5,29 a R$ 5,05, sendo que o Etanol também apresentou reajuste de R$0,10.

Já no último sábado (27) outro aumento foi registrado em alguns postos de combustíveis de Umuarama, com média de R$ 0,10 de elevação no litro.

De acordo com o último Índice de Preços Ticket Log (IPTL), a gasolina apresentou aumento de 5,93% nos preços em fevereiro, se comparado o valor médio por litro com o registrado em janeiro. O combustível foi comercializado no segundo mês do ano a R$ 5,102, 8,65% a mais que em dezembro, quando o preço médio era de R$ 4,696. A alta neste período fez com que, antes da metade de fevereiro, a gasolina já estivesse acima de R$ 5,00.

Prática abusiva

Conforme o Procon de Umuarama, a comercialização do combustível que estava em estoque com aplicação imediata de reajuste ao consumidor final pode caracterizar prática abusiva, passível de sanção administrativa. O órgão ressalta que fiscalizará a situação e se for constatado a prática cabe abertura de processos administrativos.

“O aumento é legal, pois foi instituído pela própria Petrobras. O que precisamos considerar é se a comercialização do estoque antigo está sendo realizada com o reajuste, o que pode configurar a prática abusiva contida no art. 39, V, do Código de Defesa do Consumidor”, explicou o coordenador João Paulo Souza Oliveira, secretário municipal de Proteção e Defesa do Consumidor.