Cotidiano

EM UMUARAMA

Polícia apreende quase R$ 9 mil durante investigação de morte na praça dos Xetás

28/10/2020 16H40

A Polícia Civil de Umuarama cumpriu na manhã desta quarta-feira (28) cinco mandados de busca e apreensão expedidos em investigações de um crime de homicídio e falsificação de documentos.

Segundo a Polícia Civil, o crime ocorreu no último dia 26 de agosto, por volta das 21h, em uma lanchonete na avenida. Rio Grande do Norte, na Praça do Xetás, em Umuarama, quando Carlos Felipe Almeida Maciel, então com 25 anos, foi executado a tiros enquanto comia espetinhos.

DINHEIRO

De acordo com a polícia, foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão, que resultou na apreensão de um aparelho celular e a quantia de R$8.941,00 em espécie. Os suspeitos neste caso foram qualificados como L.A.S (39 anos), D.A.D.O.T (22 anos) e O.D.O.L (24 anos).

Segundo a Polícia Civil, o dinheiro e o celular foram apreendidos na residência de O.D.O.L (24 anos). Nos demais endereços nada foi encontrado. O suspeito L.A.S (39 anos) possuía dois endereços, por isso, apesar de três investigados, a polícia deu cumprimento a quatro mandados de busca e apreensão neste caso.

Os mandados foram cumpridos nos bairros Parque Jaboticabeiras, Estrada Moema, Jardim San Martin e Parque Danielle, todos em Umuarama. Ainda não foram realizadas prisões nesse caso e as investigações prosseguem para apuração da autoria, segundo a polícia.

FALSIFICAÇÃO

Sobre o crime de falsificação de documentos, trata-se de uma investigação da comarca de Pérola,A 50 Km de Umuarama. O mandado de busca e apreensão foi requerido pelo Ministério Público daquela comarca.

Segundo a polícia, o suspeito foi qualificado como E.D.F.V (52 anos). O mandado foi cumprido no Bairro Guarani, em Umuarama. A Polícia Civil de Umuarama atuou apenas no cumprimento da medida em apoio àquele órgão.

De acordo com a polícia, os casos de homicídio e falsificação de documentos não possuem relação entre si.