Cotidiano

IMPRUDÊNCIA NO TRÂNSITO

PM flagrou 74 condutores dirigindo embriagados em Umuarama em 2021

19/07/2021 15H47

Umuarama – Muita gente entende como ‘normal’ tomar uma cervejinha com os amigos e na sequência ir para casa dirigindo. Essa conduta que parece arraigada em nossa cultura não é inofensiva, é ilegal e além de uma multa cara, pode ocasionar danos contra o patrimônio e a vida do condutor e de terceiros.

Dados

Desde o início de 2021 a Polícia Militar já flagrou 74 condutores em situação de embriaguez ao volante. Deste total, 19 apresentaram índice de alcoolemia acima do tolerado pela legislação, que atualmente é de 0,30 miligramas de álcool por litro de sangue. Nestes casos se caracteriza o crime de trânsito, o condutor é preso em flagrante, levado para a delegacia da Polícia Civil onde é liberado somente após o pagamento de fiança, estipulada pelo delegado de plantão.

Dor no bolso

E não pára por ai. Além da suspensão do direito de dirigir por 1 ano o infrator ainda tem que pagar uma multa de R$ 2-934,70. Se nos for flagrado em reincidência, o valor da multa pula para R$ 5.869,40. “Brincando o infrator acaba tendo que desembolsar R$ 10 mil, contando multas e fiança. Isso sem contar se houver prejuízos materiais a terceiros”, explicou o comandante do setor de Trânsito do 25º BPM, tenente Ramalho.

Há pouco mais de uma semana moradores da avenida Ariovaldo Rodrigues e arredores ficaram sem energia elétrica por horas após um veículo derrubar um poste de iluminação pública e o condutor estaria embriagado. Se voltarmos mais alguns dias no calendário houve outra situação em que um semáforo ficou sem condições de operar depois que outro condutor embriagado bateu no equipamento.

Perfil

Levantamento da PM demonstra que 88% dos condutores flagrados embriagados são homens e com idade entre 30 e 40 anos, seguido de perto pela faixa etária de 18 a 29 anos. A maior parte dos flagrantes ocorrem entre sexta e domingo.

Acidentes

E semanalmente a Polícia Militar tem sido acionada para acidentes de trânsito onde normalmente o causador está dirigindo após ingerir bebidas alcoólicas e não menos comum é não possuir a Carteira Nacional de Habilitação, documento obrigatório para quem assume o volante.

Embriagados

Desde o início do ano a Polícia Militar atendeu 159 acidentes, flagrando 15 condutores sem possuir a CNH. Em 2020 foram 234 motoristas dirigindo sem o documento, o que demonstra falta de compromisso no cumprimento da lei.

Dirigir sem ter um treinamento adequado, sem conhecimento da legislação de trânsito e da sinalização vigente torna ainda mais perigosa uma atividade que por si só requer atenção e cuidado por quem assume a direção de um veículo.

Segundo o tenente Ramalho, a associação bebida e direção é comprovadamente perigosa. “Se sair para beber, não vá de carro, use um táxi, um uber ou tenham o motorista da rodada, que não vai ingerir álcool e depois levar os companheiros para casa”, afirmou.