Umuarama

Não passe sufoco

Orientações de profissionais ajudam a prevenir o engasgo de bebês

31/10/2021 07H10

Umuarama – O engasgo de um bebê é um medo constante para mamães e papais, em especial se forem marinheiros de primeira jornada. Por isso, adotar cuidados preventivos reduzem as chances de passar por esse dissabor e garante a segurança do neném, principalmente nos seis primeiros meses de vida.

A enfermeira obstetra, educadora perinatal e enfermeira no Pronto Atendimento de Maria Helena, Daysi Mara Murio Ribeiro Rodrigues, conversou com o Jornal Umuarama Ilustrado sobre esses cuidados que podem fazer a diferença entre a ocorrência ou não de incidentes, que infelizmente podem levar a morte súbita.

Daysi Ribeiro Rodrigues é enfermeira obstetra e educadora perinatal (foto arquivo pessoal)

Manobra de Heimlich

Segundo Daysi, a primeira regra é que todos, e não apenas a mãe, aprendam a realizar os procedimentos da manobra de Heimlich. “Esse conhecimento deve ser do pai, dos avós, dos tios, enfim, de toda a família, para que se houver uma emergência, todos saibam como proceder”, explicou a enfermeira.

A manobra de Heimlich é uma técnica de primeiros socorros, utilizada em casos de emergência quando há uma obstrução de corpo estranho, provocada por um pedaço de comida ou qualquer tipo de corpo estranho que impeça uma pessoa de respirar.

Sono seguro

E Daysi recomenda a adoção de alguns hábitos que garantem um sono seguro para o bebê.

O primeiro é sempre manter o bebê em pé entre 15 e 20 minutos após a mamada. “Sei que é difícil, principalmente no meio da noite, mas tornar isso um hábito é importante porque dá tempo para que o bebê consiga digerir o leite. Então a recomendação é que independente da criança arrotar ou não, ela deve ser mantida em pé esse tempinho antes de ser colocada no berço ou no carrinho”, salientou a enfermeira.

Barriga para cima

Outra medida segura é colocar o bebê sempre de barriga para cima. “Essa posição mantém a traqueia aberta, o que facilita na hora do leite sair”, explicou. Manter a cabeça mais elevada do que o restante do corpo também ajuda. Uma medida simples é colocar tijolos no berço ou manter o carrinho regulado em uma inclinação.

Sufocamento

“E não coloque ursos, cobertores ao redor. Muitas mães ainda fazem isso para tentar proteger a criança, principalmente quando é posta para dormir em uma cama, mas aumenta o risco de sufocamento”, ressaltou Daysi.

Socorro

E em caso de engasgo é muito importante sempre acionar socorro especializado. O Samu atende pelo telefone 192, Corpo de Bombeiros pelo 193 e a Polícia Militar, que também recebe treinamento para realizar a manobra de Heimlich,pode ser acionada pelo 190.

Outra atitude é tentar manter a calma, nunca assoprar no rosto da criança ou jogá-la para o alto. Essas atitudes podem piorar a situação.

Não passe sufoco

Em Umuarama, as gestantes atendidas nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) contam com palestras de orientação sobre esses cuidados e também aprendem a realizar a manobra de Heimlich durante a realização do pré-natal. O projeto denominado “Não passe sufoco” foi criado justamente para prevenir a ocorrência de acidentes.