Região

BR-487

Obras da Estrada Boiadeira chegam na fase dos contornos de Icaraíma e em Santa Eliza

14/11/2021 07H00

A pavimentação do lote 1 da BR-487, mais conhecida como Estrada Boiadeira, que liga Porto Camargo a Serra dos Dourados, segue com as obras avançando. Conforme informações do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-PR), os trabalhos agora estão concentrados na conclusão dos contornos viários de Icaraíma e Santa Eliza.

Os contornos colocam a Estrada Boiadeira fora dos limites urbanos De Icaraíma e Santa Eliza, desta forma não prejudica o trafego de veículos e pedestres das localidades. A construção dos contornos segue com os serviços de terraplenagem, pavimentação e de execução dos dispositivos de drenagem e obras de arte corrente, ou seja, toda canalização de pouca extensão destinada a dar escoamento às águas.

Neste lote da BR-487 a obra é realizada através de parceria do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) com a usina hidrelétrica Itaipu Binacional e o Governo do Paraná, por meio do DER/PR. O DNIT é responsável pela fiscalização e projeto de execução dos serviços.

Já o convênio entre o Governo do Estado e a Itaipu Binacional vai revitalizar a rodovia com o investimento de R$ 223,8 milhões. A maior parte do trecho de 46 quilômetros será pavimentada, reduzindo os custos logísticos de produção do campo.

Obras no contorno da Estrada Boiadeira em Santa Eliza

PAVIMENTAÇÃO HOJE

A pavimentação do trecho com cerca de 15 km da Estrada Boiadeira, entre os contornos de Santa Eliza e Icaraíma, está praticamente completo. Ainda segunda a assessoria do DER-PR, a reciclagem do pavimento entre Icaraíma e Porto Camargo também foi realizada e agora está sendo finalizado a obra asfáltica entre Santa Eliza e Serra dos Dourados.

Estão previstas, neste lote, melhorias entre o distrito de Porto Camargo e Icaraíma, um trecho de cerca de 10 quilômetros que já é asfaltado; a construção de um contorno em Icaraíma, para desviar o fluxo de veículos pesados da cidade; e a pavimentação do traçado original da Boiadeira, de Icaraíma ao distrito Serra dos Dourados, já em Umuarama. Neste trecho, também está inclusa a construção de outro contorno, de 4,5 quilômetros, em Santa Eliza.

A previsão é que elas estejam concluídas até o início de 2022. A revitalização também vai facilitar o acesso da região à cidade de Porto Murtinho (MS), onde será construída uma nova ponte internacional entre Brasil e Paraguai, sobre o Rio Paraguai, com recursos da margem paraguaia de Itaipu.

CORREDOR DE CARGAS

A pavimentação da Estrada Boiadeira possibilitará a interligação com o Corredor Bioceânico, uma rodovia de mais de 2,4 mil quilômetros entre Campo Grande (MS) e o Porto de Antofagasta, no Chile, reduzindo em até duas semanas o tempo de viagem das exportações do Centro-Oeste do Brasil até os países do Oriente, principalmente China, Japão e Coreia do Sul.