Vida e Cultura

27/03/2022

O tênis certo para cada um

25/03/2022 17H24

Jornal Ilustrado
Full length portrait of a female runner training outdoors in the city

É um erro pensar que tênis “é tudo igual” quando deveria ser levado em consideração a maneira individual de funcionamento dos pés

Não é segredo que caminhar faz um bem enorme para o corpo, e para a alma também. Mas, quando o assunto é caminhada, é bom prestar atenção no tênis que será usado. Sim, porque o tênis é o calçado mais adequado para essa atividade, embora existam pessoas que optam por um calçado confortável e só, sem se importar em verificar que, mesmo confortável, pode prejudicar principalmente os pés.

E tem outra situação, usar tênis de origem duvidosa, tem marca famosa, mas não passa de falsificação. O problema é que esse tênis não é confeccionado com material adequado e tampouco de acordo com regras específicas de fabricação. E o resultado é que podem causar lesões, sendo a menor delas, dores nos pés ou nos calcanhares.

Todo mundo concorda que primeiramente o tênis precisa ser confortável. Não se pode comprá-los simplesmente porque são de uma marca famosa, ou porque o modelo está na moda. Para caminhada e corrida, por exemplo, é preciso verificar o solado do tênis e o sistema de amortecimento, bem como o tipo de pisada de cada pessoa. Do contrário, o calçado errado pode causar danos à saúde que vão desde bolhas e unhas encravadas até os casos mais graves, como entorses e lesões em áreas como tornozelo, tendão-de-aquiles, joelhos e quadril.
Muitos começam a se exercitar por conta própria, em atividades leves como a caminhada, achando que assim estão agindo corretamente. No entanto, caminhar gera impacto sobre os pés. Durante a prática, cada pé suporta uma massa equivalente ao peso do indivíduo multiplicado por 1,19. Em ritmo lento, os pés de uma pessoa de 80 quilos, por exemplo, sustentam 95,2 kg. Já em passadas mais intensas, o impacto aumenta duas a três vezes e as articulações suportam, então, de 160 a 240 kg. Os tênis são, então, os responsáveis por diminuir esse impacto no solo, por meio de seus sistemas de amortecimento.
O que ocorre geralmente é que os amortecedores de impacto dos tênis falsificados são feitos de plástico e pouco flexíveis. Como não dispõem de um sistema de amortecimento eficiente, todo o impacto no solo é transmitido diretamente para as articulações do pé, aumentando o risco de fraturas. Por isso a importância de se comprar marcas de tênis conhecidas e de qualidade, em lojas legalizadas.
Para evitar lesões, é aconselhável a realização de um exame clínico prévio, com um ortopedista, para atestar as condições dos pés, quadris e joelhos do futuro atleta; bem como orienta fazer, no momento da compra, o chamado teste de pisada, que já é oferecido em muitas lojas de artigos esportivos. Nossa pisada pode ser pronada (quando a parte interna do pé toca primeiro o solo), supinada (quando o toque no chão acontece primeiro do lado externo do pé) ou neutra (quando o pé toca o solo em linha reta até a elevação do dedão). Este é um exame clínico indispensável, pois se a pessoa tiver algum problema e precise corrigir a pisada, será indicado um calçado específico ou palmilhas ortopédicas, que podem ser colocadas no tênis.

Então já sabe, não entre numa fria. Pense muito bem antes de comprar seu tênis!