Umuarama

Umuarama

Números de suspeitos registrados no boletim do coronavírus crescem 28% após o Dia das Mães

14/05/2020 11H00

Coincidência ou não, o número de suspeitos em acompanhamento de sintomas gripais registrados no boletim diário do coronavírus, emitido pela Secretaria de Saúde de Umuarama, apontou um crescimento de pouco mais de 28%. O crescimento começou após o dia 10 de maio, data em que foram realizadas as comemorações do Dia das Mães.

Até o dia 9 de maio o boletim municipal apresentava 105 suspeitos, após a data os números começaram a saltar praticamente de 10 em 10 suspeitos por dia. No dia 10 foram 112 pessoas suspeitas registradas e no boletim de Umuarama e nos números fornecidos ontem, já eram 144 pessoas em investigação.

Dessas pessoas suspeitas uma está internada na enfermaria, outra na unidade de tratamento intensivo do hospital Uopeccan e 142 estão em isolamento domiciliar, as quais se encontram em monitoramento por 20 agentes da Secretaria Municipal de Saúde.

Os casos confirmados com Covid-19, em Umuarama, são oito e dois estão em isolamento domiciliar, cinco estão recuperados e uma pessoa faleceu pela doença.

SECRETARIA DE SAÚDE

A preocupação do prefeito Celso Pozzobom com a elevação dos números da Covid-19 em Umuarama foi ressaltada na segunda-feira (11) em live realizada pelo Facebook. Em seguida, a secretária de Saúde, Cecília Cividini, reforçou a aflição do prefeito e ressaltou que, após cada feriado existe um aumento considerável de suspeitos em Umuarama e para cada caso confirmado, esse pode contaminar 10 pessoas. “Estamos em uma cadeia progressiva e muito próxima do quadro que não queremos, que seria os hospitais sem leitos para todos” alertou a secretária.

NÚMERO PODEM SER MAIORES

coronavirus-umuarama

Estudos apontam que o número de pessoas com Covid-19 no Brasil pode ser 15 vezes maior em relação aos divulgados. A afirmação se deve ao baixo número de testes para diagnosticar a doença, que estão sendo realizados no País. Em Umuarama, os testes estão sendo realizados em pessoas com grau moderado ou grave e em profissionais da saúde.

Desta forma, se Umuarama conta com oito casos de Covid-19 confirmados, é possível que mais 120 pessoas com o vírus estejam caminhando pela cidade, sem ter apresentando os sintomas ou com sintomas moderados. Os números podem ser maiores, pois um estudo da Universidade de Paris aponta que 30% da população não apresenta sintomas para a Covid-19.

PIOR ISOLAMENTO

Segundo matéria publicada no jornal Gazeta do Povo de Curitiba, o Paraná tem o pior isolamento social desde o início da implantação das medidas de prevenção contra o coronavírus. Os dados foram verificados pela empresa In Loco Inteligência de Dados e mostram que no Paraná o isolamento foi de 37,9%, o pior desde o dia 20 de março (40,1%).

Em Umuarama a situação não é diferente, muitas pessoas após as 18 horas, quando o comércio fecha, estão caminhando e passeando pela cidade. A praça Miguel Rossafa voltou a ser ponto para a prática de exercício ao ar livre, sendo que muitos umuaramenses se exercitam sem máscaras.