Cotidiano

Tecnologia

Nova Central de Flagrantes da Polícia Civil começa a funcionar dia 18 em Umuarama

13/05/2020 08H56

A partir da próxima segunda-feira (18) a 7ª SubDivisão Policial (SDP) de Umuarama passa a contar com uma Central de Flagrantes que vai atender a sede e mais oito comarcas que compõe a Subdivisão. E com isso, os flagrantes dos crimes passam a ser feitos por video-conferência diretamente pelo delegado de plantão.

A Central Noroeste vai abranger ainda as SDP de Cianorte, Campo Mourão e Paranavaí, onde o sistema passa a operar a partir de 1º de julho, atendendo a uma população de 1,094 milhão de pessoas.

CENTRAL

A apresentação formal do novo modelo foi feito nesta terça-feira (12) pelo delegado-chefe da 7ª SDP, Osnildo Carneiro Lemes aos comandos das Polícia Militar (7º BPM e 25º BPM), além dos comandos da Polícia Rodoviária Estadual e da Guarda Municipal. A apresentação do projeto, que teve também a presença do presidente do Conselho de Segurança de Umuarama, Elizeu Vital, foi feita pelo delegado Gabriel Menezes.

VIDEO-CONFERÊNCIA

Pelo novo modelo, no primeiro momento a 7ªSDP passa a ter um único delegado e um escrivão de plantão no sistema de 24 por 48 horas. Com isso, por exemplo, se a Polícia Militar apresentar um suspeito preso em Goioerê, o delegado de plantão pode estar em qualquer uma das comarcas abrangidas pela 7ª SDP que fará o flagrante por video-conferência na hora, em tempo real.

Atualmente cada comarca dispõe de um escrivão de plantão que aciona o delegado de plantão, que tem que ir pessoalmente até a delegacia, o que muitas vezes pode representar uma viagem de até 100 km, por exemplo. “Com isso o delegado vai fazer a oitiva do suspeito, das testemunhas, de todos os envolvidos na hora. E também vamos melhorar a situação dos escrivães, que hoje não conseguem fazer o descanso entre um plantão e outro”, explicou Lemes.

SDPs

Segundo Lemes, na segunda etapa a Central de Flagrantes do Noroeste, deve funcionar com dois delegados, dois escrivães e dois investigadores para atender a demanda das quatro SDP’s, que juntas representam 89 cidades e 29 comarcas. A estimativa é que por dia sejam formalizados cerca de 12 flagrantes e aos fins de semana esse número chegue a 30. “Por isso vamos funcionar com um número maior do efetivo”, salientou o delegado.

SISTEMA

Segundo o Lemes, o sistema existe desde 2016 em Pato Branco e aos poucos está sendo implantado em todo o Estado. “E deve servir de modelo para outros Estados da Federação e vamos ter mais agilidade no trabalho”, afirmou.