Policial

Infraestrutura

Nova cadeia pública de Umuarama foi confirmada. Só falta definir o terreno

11/02/2019 08H16

cadeia-construção-umuarama

Está confirmado: Umuarama terá uma nova cadeia pública. O que falta é apenas a definição do local.

O Município apresentou três imóveis ao Departamento Penitenciário do Paraná (Depen).

Segundo o prefeito Celso Pozzobom, a previsão é que até segunda-feira (11) a decisão seja tomada.

Os locais indicados ficam nas proximidades do bairro São Cristóvão e da lagoa de tratamento da Sanepar.

A negociação está envolvendo os proprietários dos imóveis e conta com o aval e apoio do grupo Venda Rápida. Parte do pagamento será feito com outros imóveis do Município.

O governador me disse que podemos providenciar o terreno que a cadeia vai ser construída e que há dinheiro para isso”, afirmou Pozzobom. O martelo foi batido há duas semanas, quando o prefeito de Umuarama esteve em audiência com Ratinho Júnior, em Curitiba.

Após a definição do local, um novo projeto de lei deve ser encaminhado à Câmara de Vereadores.

O PROJETO

A princípio o projeto de construção é o mesmo apresentado em outubro passado à sociedade organizada de Umuarama, durante reunião na Prefeitura de Umuarama.

O projeto contempla 3,5 mil metros de área construída em um terreno de ao menos 20 mil metros quadrados, com capacidade para abrigar 500 detentos.

O projeto está orçado em R$ 25 milhões e tem prazo de 15 a 24 meses para ficar pronto, a partir do início da obra.

A estrutura é para abrigar presos provisórios, ou seja, que aguardam julgamento e por condenados em início de cumprimento de pena, por prazo de até 90 dias, até ser encaminhado para uma penitenciária.

A retirada de presos provisórios das delegacias é um dos compromissos de campanha assumidos pelo governador Ratinho Júnior.

DISCUSSÕES

No dia 18 de outubro de 2018 o Depen apresentou o projeto de construção de uma Casa de Custódia. O local destinado pelo Município é um terreno com 20 mil metros quadrados as margens da PR-580, entre os bairros Parque das Jabuticabeiras, Primeiro de Maio e Ibirapuera.

Moradores protestaram e a pressão popular levou os vereadores a rejeitarem o projeto de doação do imóvel e a obra chegou a ser dada como perdida.

A CADEIA ATUAL

A cadeia pública de Umuarama funciona atualmente em um prédio com mais de 30 anos de construção anexo a sede da delegacia da Polícia Civil e ao lado dos prédios dos Institutos de Criminalística, Identificação e Médico Legal.

Após uma rebelião em 2016 e a interdição de uma das duas galerias, o prédio está passando por uma reforma.

A rede de esgoto já foi desobstruída e estão sendo realizados reparos na estrutura física. Na sexta-feira (8), segundo o Depen, a unidade abrigava 258 presos, sendo 238 homens e 20 mulheres.