Wilian Marques

Wilian Marques

NINGUÉM TEM O PODER TE FERIR

26/09/2018 07H49

Certo dia você acorda e escuta o barulho da chuva. Um forte sentimento de decepção toma conta da sua manhã. Você reclama da chuva, pois estava tudo planejado para um passeio na praça central da cidade. Completamente desanimado um pensamento vem a sua cabeça “Ah! Mas que dia para chover, não acredito que não poderei passear”, “A chuva acabou com meu dia”.

Logo após se levantar vai até a sala e observa uma grande goteira. Rapidamente, decide pegar um pano e começa a secar o chão. Porém, percebe que por mais que tente secá-lo o chão continua molhado, pois a goteira continua. Então, uma ótima ideia surge, pegar alguns baldes e colocá-los embaixo das goteiras. Tudo parece estar resolvido até que a água do balde transborda e, novamente, percebe que seu esforço foi em vão.

Em um momento de loucura você decide sair, subir no telhado e tocar as telhas quebradas. Você sabe que sentirá frio, ficará todo molhado e correrá um sério risco de cair e se machucar. Mas, mesmo com todos os riscos, sua decisão foi tomada. Você sobe, se molha, fica com frio, quase escorrega uma dez vezes, mas consegue trocas as telhas quebradas. Quando entra em casa já não há mais goteiras, só lhe resta uma coisa, secar tudo e tomar um banho quente. Seco e aquecido a sua decisão é clara: estourar pipoca, passar um café quentinho e deitar para assistir a sua série preferida do NETFLIX.

Quantas vezes nos depararmos com a mesma situação em nossas vidas. Tentamos controlar as coisas externas, coisas que não temos controle algum. Deixamos nos afetar por palavras e atitudes de outras pessoas, palavras e atitudes que não temos controle. Essas coisas nos afetam por que deixamos que elas nos atinjam. Reclamamos da chuva que não podemos controlar, da mesma forma que reclamamos dos comportamentos dos outros. Ficamos passando pano e colocando baldes para tentar secar a água que atinge nossa casa, ou seja, ficamos tentando amenizar a dor e sofrimento que as ações e comportamentos dos outros causam em nós, mas, na verdade, deveríamos arrumar o telhado e não permitir que essas coisas nos atingissem.

Ninguém tem o poder de te ferir, de te magoar, de te deixar para baixo a não ser que você lhe de esse poder. Mesmo que alguém o agrida verbal ou fisicamente, mesmo que seja insultado, você pode escolher como vai encarar o que está acontecendo. A sua própria reação é que vai definir como irá se sentir. Nada é bom ou ruim, tudo depende de como será a sua interpretação do evento.

Portanto, pare de se comportar como uma vítima, pare de achar que todos estão contra você e que o mundo te odeia. Vou repetir: ninguém, absolutamente ninguém, tem o poder de te ferir. Pare de atribuir poder aos outros e assuma de uma vez o comando da sua vida. Se você realmente quer ter uma vida extraordinária, trabalhe com a única coisa que esta sob seu controle – você mesmo.

Wilian Marques,

Life Coach, Programador Neurolinguístico, Palestrante, hipnólogo e

Oficial do Corpo de Bombeiros