Cotidiano

SEGURANÇA NO TRÂNSITO

Moradores pedem quebra-molas em rua após atropelamento de segunda criança

04/02/2021 07H00

Em menos de 60 dias duas crianças foram atropeladas na rua Lázaro Bom no Parque Laranieiras

Moradores da rua Lázaro Bom e entorno, no Parque das Laranjeiras, estão pedindo a instalação de um quebra-molas na via para reduzir a velocidade dos veículos que transitam no local, que é porta de entrada para o bairro e também outros, como os Parques San Remo I, II e III e Parque Danielle. O pedido ocorreu após o atropelamento de um menino de 9 anos no fim da noite de terça-feira (2). Foi o segundo acidente na rua envolvendo criança em cerca de 60 dias. Os moradores haviam até organizado uma manifestação pacífica, que não ocorreu em virtude da chuva.

Um dos organizadores do protesto, o morador Alessandro Emerson de Oliveira dos Santos, pela rua ser entrada dos bairros a quantidade de veículos que transitam nos horários de picos é elevada, bem como a velocidade. “Os carros não respeitam e passam ‘rasgando’ aqui. É necessário um redutor. É o estamos pedindo”, afirmou Santos.

Atropelamento

Ele é pai da pequena Yasmin Ariadne que foi atropelada em dezembro último por um condutor embriagado. A criança teve traumatismo craniano e ficou 15 dias internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital Norospar. “Agora ela está bem. Foi um milagre”, relatou Alessandro, que também é tio do menino atropelado nesta terça-feira.

A família estava reunida na frente da casa por volta das 23 horas e a criança acabou saindo da calçada e entrando na rua, quando foi colhido por um motociclista. “O rapaz da moto nem chegou a cair. Voltava do trabalho”, contou Alessandro Santos. O menino de 9 anos teve fratura em uma das pernas e passou por cirurgia ainda pela manhã de quarta-feira no Hospital Norospar para a colocação de pinos.

Umutrans

Após o acidente a vereadora Ana Novais, moradora do bairro, protocolou um pedido junto a Umutrans para a instalação de um redutor de velocidade no local.

Ainda durante a manhã o secretário de Defesa Social, Valdecir Capelli e a diretora da Umutrans, Dianês Piffer estiveram na rua Lázaro Bom realizando uma avaliação da via. “Analisamos as condições da via e conversamos com o prefeito Celso Pozzobom. Vamos fazer a instalação da lombada no local o mais rápido possível”, afirmou Capelli.

Cuidado

Ele salientou ainda que a medida não é suficiente para garantir a segurança dos moradores, principalmente de crianças, se não houver mudança de atitudes por parte dos próprios moradores.

“Já passou o tempo em que criança poderia brincar na rua. Hoje não tem como isso ocorrer. Conversei com o pai da criança ferida que não basta colocarmos o quebra-molas. O perigo eminente continua se os pais não entenderem que os filhos não podem brincar na rua, ainda mais neste local que é movimentado”, afirmou.

A velocidade máxima permitida nesta via é de 30 km/h.

Faixa de segurança

Ainda segundo Capelli outra reivindicação apresentada pelos moradores foi a colocação de uma faixa de pedestre no cruzamento da rua José Roberto Janeiro com a rua Lázaro Bom. “Verificamos não ser possível colocar a faixa de pedestre naquele local, que fica na esquina e justamente na rua em que condutores acabam aumentando a velocidade para conseguir subir a ladeira existente ali. Entendemos que isso geraria uma falsa sensação de segurança para o pedestre e aumentaria o risco de atropelamentos se o condutor não respeitar”, explicou o secretário.