Umuarama

INUSITADO

Morador colocou placa de trânsito para evitar morte de galinhas, dizem familiares

06/01/2021 20H11

Um morador da rua Profeta Elizeu, no Parque Dom Pedro II, em Umuarama, adotou uma medida inusitada para induzir condutores a reduzirem a velocidade na via e tentar evitar o atropelamento e morte das galinhas e outros animais que cria soltos no local.

Placa

Ele colocou uma placa com indicação para 30 km/h e complementou com outras duas placas com os dizeres: “Atenção animais na pista” e “não obedeceu morreu”. O caso chegou ao conhecimento da Diretoria de Trânsito (Umutrans) na manhã desta quarta-feira (6), que foi até o local e realizou a retirada da sinalização improvisada.

Segundo a aposentada Ivonete Maria da Conceição, de 81 anos, as placas foram colocadas por seu filho José, há mais de um ano. “Ele fez isso por causa dos frangos que cria aqui. Como não tem cerca esses frangos ficam soltos. Já pedi várias vezes para deixar tudo preso ou dar fim, mas ele não atendeu. Ele gosta muito dos animais e não deixa ninguém matar. Por isso que pôs a placa”, explicou a idosa.

Morte de animais

Ivonete contou que vez ou outra um dos animais domésticos deles ou de vizinhos aparece morto, atropelado. “Já perdi dois cachorros, além dos frangos do meu filho. Tenho medo por crianças, né. Ou mesmo um motoqueiro que pode cair e se machucar”, disse a moradora.

Velocidade

Segundo relato da idosa e da filha Cleonice da Cruz Silva, José trouxe a placa com a indicação de velocidade de 30 km/h das proximidades da Estância Gaúcha. “Ele encontrou quando voltava do trabalho, e estava de bicicleta e não conseguiu trazer. No dia seguinte foi buscar a pé e trouxe nas costas”, explicou. Depois acrescentou as outras duas placas feitas de forma improvisada.

Sinalização

Segundo a diretora da Umutrans, Dianês Piffer, a competência para a colocação de sinalização de trânsito pertence ao órgão e sempre que um morador sentir necessidade de mudanças ou melhorias deve solicitar diretamente a Umutrans e não colocar de forma improvisada, como ocorreu neste caso.

Animais soltos

Dianês ressaltou que a rua Profeta Elizeu é sem saída e o tráfego é pequeno, apenas de moradores. “Não cabe a colocação de um quebra-molas no local. Diferente do início da via, onde tem uma creche e há o trânsito de pessoas e veículos”, explicou.

A diretora de trânsito ainda salientou que é vedada a criação de animais domésticos soltos nas ruas da cidade. “Já orientamos o morador para que ele providencie um muro ou cerca para colocar esses animais que não podem ser criados soltos, na rua”, finalizou.