Região

Cohapar

Mariluz começa a construir 57 casas populares do programa Casa Fácil Paraná

22/07/2020 10H04

casa_popular_mariluz

A Cohapar autorizou nesta semana o início da construção de 57 novas moradias em Mariluz, a 38 quilômetros de Umuarama. As obras do conjunto habitacional fazem parte do programa Casa Fácil Paraná, do Governo do Estado, e vai receber investimentos de aproximadamente R$ 4,8 milhões para o atendimento de famílias com renda de um a seis salários mínimos.

O empreendimento será construído no centro da cidade, na Rua Presidente Epitácio Pessoa. As unidades habitacionais contarão com dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço externa, terrenos que já preveem a possibilidade de futuras ampliações.

Os detalhes para início dos trabalhos foram discutidos em uma reunião feita por videoconferência. O encontro virtual contou com a participação de representantes da Cohapar, Prefeitura de Mariluz e da construtora Sanmer, contratada via licitação para execução das obras.

Segundo o diretor de Obras da Cohapar, Ademir Bier, as reuniões, mesmo online, são fundamentais para o alinhamento de trabalho entre todos os envolvidos no projeto. “A reunião de partida permite que todas as dúvidas sejam sanadas pelas partes e isso nos ajuda a obter uma execução do empreendimento com mais qualidade e fiscalização”, afirma.

COMO PARTICIPAR

Os interessados em adquirir um dos imóveis com financiamento direto com a companhia devem se inscrever no cadastro de pretendentes da empresa, disponível no site www.cohapar.pr.gov.br/cadastro.

Em caso de dúvidas ou dificuldades no preenchimento dos dados, é possível obter ajuda pelo telefone (44) 3626-6200 de segunda à sexta-feira, das 13h às 17h.

Quem já possui cadastro no sistema da companhia nos últimos dois anos está automaticamente habilitado a participar do processo. É necessário, porém, atualizar dados como renda e estado civil, caso tenham ocorrido mudanças desde a realização da inscrição.

VANTAGENS

Um dos diferenciais do programa habitacional são as condições de pagamento facilitadas, que incluem a isenção de cobrança de entrada e prestações mensais reduzidas de financiamento, que pode ser quitado em até 360 meses.

O projeto também conta com a doação dos terrenos pela administração municipal, o que ajuda a baratear ainda mais os custos de financiamento.

Para o prefeito de Mariluz, Nilson Cardoso, o projeto ajudará a reduzir o crescente déficit habitacional do município. “Temos uma grande parcela da população que anseia pela oportunidade de conquistar uma casa própria. Então este projeto, que facilita a compra por parte daqueles que ganham menos, vai ao encontro desta necessidade”, diz.

“Nós só temos a agradecer a parceria do Governo do Estado, por meio da Cohapar, que nos permitiu concretizar essa iniciativa, que era um de nossos compromissos à frente da prefeitura”, acrescenta Cardoso.