Região

PARCERIA

Mão de obra de presos da PECO ajuda eles e a prefeitura

21/11/2018 21H59

A prefeita Helena Bertoco reuniu-se com a juíza da Vara de Execuções Penais e Corregedoria dos Presídios da Comarca de Cruzeiro do Oeste, Roseli Maria Geller Barcelos, junto com a promotora Wilza Machado Silva Lacerda, da Terceira Promotoria de Justiça da mesma Comarca, para firmar uma parceria para aproveitamento da mão-de-obra dos presos da PECO (Penitenciária Estadual de Cruzeiro do Oeste) e consolidar os serviços prestados pela Prefeitura Municipal à população carcerária, como o trabalho dos professores na Escola João da Luz (EJA), interna ao presídio, e os médicos, enfermeiros e outros profissionais municipais da área que trabalham na unidade interna de saúde, considerada modelo de atendimento no Paraná.

O município, junto à Secretaria de Obras, Viação e Serviços Públicos, já economizou cerca de R$ 30 mil na confecção de 107 tampas de bueiros. A PECO cedeu a mão-de-obra dos detentos, contando-lhes remissão de pena, e a prefeitura forneceu o cimento, a pedra, a areia e o ferro. Também foram doadas a máquina de fazer blocos (tampas) e uma betoneira, através do Conselho da Comunidade. O passo seguinte será a produção de blocos de concreto para edificações ou muros e pavers para calçamentos em áreas públicas.

Recebida pelo diretor Arnobe Lemes dos Reis, em visita à PECO, juntamente com Iraci Gonçalves, membro do Conselho da Comunidade, juíza e promotora ainda apresentaram o projeto Mãos que Tecem Liberdade, do qual são criadoras, onde o preso frequenta a escola por 4 períodos, e nos outros ele produz peças artesanais de crochê, como tapetes e toalhas, acumulando remissão de pena pelos produtos artesanais e pela frequência à escola. Kits de linha, barbante e agulha também são doados pelo Conselho da Comunidade.

“Esta é uma parceria que cria no nosso município um novo significado para o sistema carcerário, ao invés de dar apenas ônus à sociedade, como é comum pensar, o preso contribui para a economia com gastos públicos e melhora seu processo de ressocialização. Agradeço a atenção da juíza Roseli Barcelos e da promotora Wilza Lacerda em nossa parceria, que poderá dar se desenvolver ainda mais para o bem da nossa comunidade,” comenta a prefeita Helena Bertoco.