Dr. Eliseu Auth

Eliseu Auth

Imposto religioso não!

21/09/2020 20H48

Cosmos é o espaço ocupado por estrelas, planetas, cometas, satélites, astros, asteróides, corpos flutuantes, poeira e sabe-se lá mais o quê. Desde quando pensa, o homem se pergunta sobre o universo. Como se formou? Qual o tamanho e quais são as suas leis. Há cientistas, astrônomos e físicos e pensadores grudados em sofisticados telescópios e intrincados sistemas de computação, tentando entender o mundão de meu Deus onde nós flutuamos.

Até aqui, segundo J. Richard Gott III, professor de astrofísica de Princeton, o que conhecemos do universo “é lar para cerca de 170 bilhões de galáxias, abrigando, ao todo, cerca de 60 sextilhões (bilhões de trilhões) de estrelas. Estimativas mais recentes dão resultados ainda maiores – chegando até 1 trilhão de galáxias que abrangem centenas de sextilhões de estrelas”. (In Fronteiras do Universo – Paul Halpern – Ed. Coultrix – pág. 21).

Sou um mero curioso em cosmologia, mas tudo me intriga na grandeza do universo que deduzo infinito. Nele, num pequenino ponto, estamos nós, nossas crenças, nossas religiões, nossa moral, nossos julgamentos e nossos deuses. Às vezes a soberba nos diz que somos os únicos que pensam. Os donos da verdade. Assim ignorantes, tateando no escuro, sem ter certeza de nada, vamos impondo nossas crenças e sentenças para a eternidade.

            Não importa se a introdução virou artigo. O que pretendo mostrar é o quanto é injusto o perdão de dívidas das igrejas que a bancada evangélica fez aprovar na Câmara. São contribuições sociais e previdenciárias devidas à União. Inda bem que o presidente vetou essa coisa, ainda que tenha aconselhado a derrubada do próprio veto. Igrejas já têm privilégios que não deveriam existir. A Nação é feita de quem crê e de quem é ateu ou agnóstico. Tenho a minha fé, mas respeito quem não crê. Quem tem religião, que a sustente. Privilégios para religiões não passam de Imposto Religioso.

  (Eliseu Auth é promotor de justiça inativo, atualmente advogado).