Umuarama

DESATENÇÃO

Gatos são atropelados e mortos em condomínio de Umuarama e moradores reclamam

11/06/2019 10H49

 

Umuarama – Velocidade em excesso e animais soltos nas ruas são sinônimos de acidentes e atropelamentos. É o que tem ocorrido no Parque Cidade Jardim, de Umuarama, um condomínio fechado que tem registrado esse tipo de ocorrência com certa frequência.

A moradora Adelaide Martin, professora aposentada, perdeu uma gata e teve outra atropelada que se recupera. Neste caso, ela culpa o excesso de velocidade e a falta de atenção de alguns motoristas. Um dos animais foi atropelada na semana passada às 13 horas. A administração do parque já chegou a usar cones para controlar a velocidade, mas algum morador reclamou e a Umutrans determinou a retirada dos mesmos. No parque também não existem placas indicando o limite de velocidade permitido mas, segundo a Umutrans, por ser via local deve ficar no máximo em 30km/h, podem ser média de 20 km/h.

Ex-moradora do parque, mas integrante da associação dos moradores e uma das responsáveis pela administração do local, Alexsandra Lacerda Cechin, a Alexia, condena a velocidade em excesso e os atropelamentos. Ela diz que os moradores e algum visitante que extrapola a velocidade no interior do parque sempre é chamado à atenção, se morar com a família, os pais são acionados.

Alexia e Adelaide defendem um trabalho mais intenso de conscientização dos moradores e visitantes. Tanto para os cuidados no trânsito, como também para levar os moradores a manterem seus animais dentro dos quintais.

O detalhe no bairro é que existem também muitos gatos que pulam o muro em busca de alimentos e, como alguns voluntários colocam comida e água na calçada, isso acaba atraindo animais que vivem em bairros próximos ou não têm donos.

Próximo do muro dos fundos, ontem no meio da tarde eram vários os gatos soltos na avenida principal passeando tranquilamente no meio da via, completamente expostos ao risco de atropelamento, caso o motorista esteja um pouco apressado.