Umuarama

Falta de consciência

Gari se fere gravemente com garrafa quebrada dentro do lixo doméstico

05/01/2019 09H54

gari-ferido-umuarama

Mais um gari foi ferido no momento da coleta do lixo doméstico em Umuarama. A situação foi registrada na manhã de sexta-feira (4) na rua São Mateus, Zona V, quando o trabalhador pegou um saco com uma garrafa quebrada. A situação de risco aumenta nesta época de ano com as festas de fim de ano que deixaram um rastro de lixo e muitas garrafas vazias.

Por conta do acidente de trabalho, o gari Maycon de Souza foi encaminhado ao pronto atendimento onde foi medicado e recebeu pontos no corte de quase 10 cm entre a coxa e a perna. Segundo o supervisor do gari, Aguinaldo Viscardi, Souza está em casa e passa bem. 

A prefeitura informa, que os garis recebem os equipamentos de proteção individual (EPIs) e são orientados a utilizá-los de forma correta. Entretanto, fica o alerta para os umuaramenses terem a consciência de realizar o descarte do lixo de forma correta, para não proporcionar riscos à vida dos trabalhadores que recolhem os sacos.

Essa não é a primeira vez que garis são feridos com seringas e demais objetos cortantes em Umuarama. O setor ressalta que a população precisa fazer a sua parte, descartando de forma segura os materiais cortantes (como vidro quebrado e latas rasgadas) e perfurantes, como agulhas, pregos, parafusos, facas entre outros. Na maioria são materiais recicláveis e não devem ir para o lixo comum.

Além do transtorno, os acidentes de trabalho retiram temporariamente os servidores da sua função e com pessoal reduzido, a coleta de lixo se torna mais demorada e gera reclamações da população. Portanto, é importante que todos tomem o devido cuidado, separem o lixo reciclável do orgânico e acondicione seringas e vidro quebrado em recipientes seguros, como garrafas PET.

O QUE FAZER

AGULHAS E SERINGAS

Pacientes que utilizam material como agulhas, lancetas (perfurador da pele) e seringas precisam ter cuidado dobrado na hora do descarte. A orientação a esses pacientes, geralmente portadores de diabetes, é que guardem as agulhas e seringas em um recipiente plástico com tampa e descartem em uma farmácia ou unidade de saúde, onde há coleta seletiva de material perfurocortante e destinação correta.

GARRAFAS E VIDROS

A orientação é colocar o vidro quebrado em garrafas pet ou em caixas de papelão ou outra embalagem com identificação para o gari saber que estão recolhendo o objeto cortante. O importante é identificar e embalar.

Segundo a Resolução nº 5/93 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), são materiais perfurocortantes as seringas, agulhas, escalpes, ampolas, vidros de um modo em geral e qualquer material pontiagudo ou que contenha fios de corte capazes de causar perfurações ou cortes.