Esportes

VALE VAGA

Fla e Grêmio abrem mata-mata em reencontro na semi da Libertadores após 35 anos

02/10/2019 10H16

Porto Alegre, 01 (AE) – Trinta e cinco anos depois de terem medido forças pela última vez na fase que valeu uma vaga na decisão da Copa Libertadores, Flamengo e Grêmio se enfrentam nesta quarta-feira, às 21h30, na arena gremista, em Porto Alegre, pelo jogo de ida da semifinal desta edição da competição continental.

Tricampeão sul-americano, com os títulos obtidos em 1983, 1995 e 2017, o clube gaúcho tenta abrir vantagem neste mata-mata e voltar a despachar a equipe carioca no torneio. Em 1984, quando o regulamento contava com dois grupos de três times em cada para definir os dois finalistas, tricolores e rubro-negros se enfrentaram por três vezes neste estágio e o grupo então dirigido pelo técnico Carlos Froner levou a melhor sobre os flamenguistas.

Como atual campeão da Libertadores, o Grêmio estreou diretamente nesta fase e justamente contra o Fla comandado por Zagallo. E surpreendeu o rival com uma goleada por 5 a 1, em Porto Alegre, onde um dos gols do triunfo em 26 de junho de 1984 foi marcado por Renato Gaúcho, hoje técnico gremista.

Este Grupo B da competição também contou com a presença do Universidad de Los Andes, da Venezuela, que não somou nenhum ponto em quatro partidas realizadas. E o Flamengo deu o troco nos gremistas em 9 de julho daquele ano, com uma vitória por 3 a 1, no Maracanã, na rodada derradeira da chave.

Os dois clubes brasileiros terminaram empatados na liderança, com seis pontos, e o regulamento da Libertadores na época previa um jogo extra de desempate, em campo neutro, para definição do finalista em caso de empate entre duas equipes na pontuação. Este duelo ocorreu três dias depois, em São Paulo, e terminou em igualdade de 0 a 0. O resultado assegurou o Grêmio na final pelo melhor saldo de gols nesta fase. Na luta pelo título, os gremistas acabaram sendo superados pelo Independiente, da Argentina.

Ao projetar a semifinal nesta terça-feira, o volante Willian Arão afirmou que vê o Flamengo “preparado em todos os aspectos” para desta vez levar a melhor sobre o Grêmio. E ele evitou entrar em polêmica com o rival ao comentar o fato de que o técnico Renato Gaúcho considera hoje o seu time como dono do melhor futebol do País, embora o clube carioca esteja há bastante tempo na liderança do Brasileirão e viva uma grande fase.

“Não sei se isso é estratégia do Renato…, mas, desde que passamos do Inter (nas quartas de final da Libertadores), só tivemos vitórias e um empate. Não estávamos preocupados apenas com esse jogo. Nos preocupamos sempre com o próximo. Sabemos tudo o que envolve, mas temos de chegar e jogar leves, com alegria”, disse.

TABU – Mas, apesar da confiança de Arão, o Flamengo não consegue conquistar uma vitória sobre o Grêmio, em Porto Alegre, há 15 anos. O último triunfo sobre o rival na capital gaúcha ocorreu em 12 de maio de 2004, quando derrotou o adversário por 1 a 0 em confronto válido pelas quartas de final da Copa do Brasil. De lá para cá, os gremistas conquistaram dez vitórias e quatro empates em 14 duelos em casa contra os rubro-negros.

Nesta terça, ao projetar o jogo de ida da semifinal, Renato Gaúcho afirmou, em entrevista coletiva, que prevê dois times ofensivos em campo. E o treinador garantiu que não vai mudar a forma de a sua equipe jogar pelo fato de ter pela frente um rival muito perigoso no ataque.

“Acima de tudo, a virtude do Grêmio é acima de tudo o fato de ser um time comprometido com a vitória”, destacou o comandante, que depois completou: “Se os gols vão sair eu não sei, mas sei que as oportunidades vão aparecer. São duas equipes que têm os seus cuidados defensivos, mas que buscam o gol. E cabe aos jogadores aproveitarem as oportunidades. São as duas equipes do futebol brasileiro que buscam o gol o tempo todo e tem tudo para ter uma belíssima partida”.

FLA FAVORITO – E Renato chamou a atenção pelo fato de ter dito que considera o Flamengo favorito a avançar à final e ainda ao revelar que torcerá pelo adversário na decisão se o Grêmio for eliminado nas semifinais. “O futebol brasileiro vai estar bem representado. Vou fazer de tudo para que o Grêmio passe, mas se não passar, vou ser torcedor do Flamengo. Ainda mais contra um time argentino”, disse. O mata-mata entre Boca Juniors e River Plate, iniciado nesta terça-feira, vai definir o outro finalista da competição.

“O Flamengo tem a característica de um time com jogadores difíceis de serem marcados, jogadores de seleção brasileira, mas nós também temos. O Flamengo gastou e montou um grupo para ganhar, mas se você me perguntar: ‘O Flamengo vai passar?’ Aí é outra história. O Flamengo é o favorito, mas isso não o credencia para ir à final”, ressaltou.

Já ao explicar os motivos para apontar o Flamengo como favorito na semifinal, o treinador exaltou o grande investimento feito pelo clube carioca, que, para ele, “montou uma seleção”. “O Flamengo é favorito justamente por isso. Se tem para gastar, tem mais é que gastar. E formaram um grupo forte. Lógico que a obrigação de ganhar é do Flamengo, por tudo isso”, disse Renato, para depois exaltar o peso de Jorge Jesus para o sucesso atual dos flamenguistas. “Tem um grande elenco, mas muitas vezes não chegaria na semi. Por isso destaco o trabalho de Jesus. Chegou pela competência. Às vezes você põe um treinador que não tem a competência e o time não chega mesmo com o elenco todo (forte)”, completou.

FICHA TÉCNICA

GRÊMIO X FLAMENGO

GRÊMIO – Paulo Victor; Galhardo, David Braz, Kannemann e Cortez; Matheus Henrique, Michel (Maicon), Alisson (Luciano), Luan e Everton; Diego Tardelli. Técnico: Renato Gaúcho.

FLAMENGO – Diego Alves; Rafinha, Rodrigo Caio, Pablo Marí e Filipe Luís; Willian Arão, Gerson, Everton Ribeiro, De Arrascaeta e Bruno Henrique; Gabriel. Técnico: Jorge Jesus.

ÁRBITRO – Néstor Pitana (ARG).

HORÁRIO – 21h30.

LOCAL – Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS).