Policial

CUIDADO

Falta de atenção pode ser causa de aumento de quedas entre jovens e idosos

04/06/2019 11H17

Umuarama – A falta de atenção ao andar dentro de casa ou pelas ruas da cidade pode ser uma explicação para a quantidade de quedas ocorridas com jovens. Dados do Corpo de Bombeiros de Umuarama demonstram que somente no mês de maio de 2019, cinco pessoas com até 30 anos caíram e precisaram de atendimento dos socorristas. No mesmo período de 2018, foram quatro incidentes.

“O maior problema é a falta de atenção. A pessoa anda olhando o celular. Multitarefa, anda pensando em milhões de coisas, falando. Essa falta de atenção geralmente ocasiona essas quedas. As vezes podem ser por mal súbito, com pessoas que tenham doenças psicossomáticas. Mas em geral tem que prestar atenção no que está fazendo. Se está andando na rua, não veja celular, tenha foco”, orientou o tenente do Corpo de Bombeiros, William Marques.

IDOSOS

Em maio último 25 pessoas sofreram com quedas, seja na rua ou dentro de casa. Deste total, 9 tinham até 50 anos e 7 mais de 70 anos de idade. Em números absolutos, 16 pessoas com idade acima de 50 anos tiveram incidentes que causaram ferimentos leves ou moderados com quedas. Em 2018, no mesmo período foram 18 tombos. “Quando falamos de pessoas com mais de 60 anos, a recomendação é que sempre que for sair vá com alguém que possa amparar por questão de descontrole muscular”, ressaltou o bombeiro.

CUIDADOS

Dentro de casa, os cuidados também devem ser redobrados. Evitar tapetes, pisos escorregadios e ter apoios como barras nas paredes e mesmo protetores nas quinas de móveis é uma recomendação para quem tem pessoas idosas na família.

A perda muscular deixa o corpo humano mais frágil com o passar da idade e muitas vezes uma queda pode deixar a pessoa de cama e em casos mais graves levar a morte. Na maior parte das vezes a família acaba não percebendo que os mesmo cuidados em afastar os perigos de dentro de casa que se têm com uma criança quando está aprendendo a andar, devem ser adotados para evitar incidentes com idosos.

O QUE FAZER

Quando uma pessoa leva um tombo e se machuca, a primeira providência é acionar o socorro através dos telefones 192 (Samu) ou 193 (Corpo de Bombeiros).

Segundo Marques, a recomendação geral é não mexer na pessoa até a chegada do socorro, pois muitas vezes a gravidade dos ferimentos podem ser observadas apenas em exames no hospital. “A exceção ocorre se com o tombo a pessoa fica exposta a uma situação de maior risco. Como por exemplo se tiver caída no asfalto e sob sol quente. Pode ter queimaduras de primeiro a terceiro grau dependendo da temperatura. Ou se cai em uma via muito movimentada e mesmo com a sinalização há o risco de ser atropelada”, explicou.

De acordo com o oficial dos Bombeiros, nestes casos, é fundamental que ao acionar o socorro o solicitante informe que está removendo a pessoa ferida de lugar e o motivo. “Isso auxilia no socorro”, explicou Marques.