Umuarama

Meio Ambiente

Sanepar volta a alertar para falta de água em Umuarama

13/09/2019 09H17

A seca vem castigando a região de Umuarama e segundo a Sanepar, em razão da estiagem prolongada e altas temperaturas, houve mais um alerta para desabastecimento temporário nas redes de distribuição de água das regiões que ficam no entorno da cidade. No início deste mês a empresa já havia emitido uma orientação para a mesma situação, porém, naquele mesmo dia houve uma chuva.

A região de Umuarama ficou mais de cinquenta dias sem chuva até o dia 1 de setembro, porém após tal data, a estiagem voltou a castigar a região e segundo o Simepar, só existe previsão para chuva no dia 25 de setembro. Desta forma, a orientação da Sanepar é evitar desperdícios, usando a água racionalmente. A previsão é a de que o abastecimento volte à normalidade, gradativamente, no decorrer da madrugada desta sexta-feira (13).

Só ficarão sem água durante este período os clientes que não têm caixa-d’água no imóvel, conforme recomendação da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). A Sanepar sugere que cada imóvel tenha uma caixa-d’água de pelo menos 500 litros. Assim, é possível ter água por 24 horas, no mínimo.

RIO PIAVA

Segundo a assessoria de imprensa da empresa, o leito do rio Piava está praticamente assoreado em toda a sua extensão, embora a Prefeitura tenha realizado recuperações em terraceamentos nas propriedades rurais e limpeza e adequações nas caixas de contenções. O que têm contribuído para a redução do carreamento de areia para o leito do rio.

Se por um lado a estiagem trouxe alguns problemas, por outro, ouve uma redução no carreamento de areia para o rio e a dragagem realizada de maneira contínua pela Sanepar, tem reduzido o volume de areia no rio Piava, de onde já foram retirados cerca de 1.000 m³/mês de areia.

O problema com o assoreamento do rio vem de longa data, mas se agravou em 2013 com o fatiamento de terras na região e principalmente em 2016, período que uma grande quantidade de terra desceu para o leito do rio, devido à falta de manutenção correta em terrenos vizinhos. “Temos preocupação no controle da erosão e, com a conscientização dos proprietários rurais, no atendimento às normas conservacionistas de solo que são apresentadas pelos órgãos responsáveis”, reforçou a empresa em nota.

DEPENDÊNCIA

Ainda segundo a Sanepar, pelo projeto de engenharia, Umuarama sempre dependerá do rio Piava para o abastecimento de água, por isso, é necessário tratar a preservação ambiental daquela bacia como assunto de extrema seriedade. …A cidade de Umuarama depende e, vai continuar dependendo, do rio Piava para o abastecimento da população…, alertou a empresa.

PREVISÃO

Nesta sexta-feira, o tempo começa a melhorar com o Sol predominando entre as regiões oeste e sudoeste do Estado. Entre as regiões centro-sul e leste, devido a incursão dos ventos do Oceano em direção ao continente o dia será de nebulosidade variável e com chuvas fracas/chuviscos ocasionais entre a RMC e as praias. No noroeste e norte, o tempo segue estável com temperaturas elevadas.